Atualmente, a série Dragon Ball Super exibe seus episódios no Japão todos os domingos pela manhã. Algumas horas depois, é possível ver em sites pagos, a transmissão legendada em português e outras línguas. No Brasil, o anime dublado é transmitido pelo Cartoon Network todos os dias, porém somente até o episódio 67. Na versão legendada, a série já está exibindo o episódio 119, e os fãs não aguentam mais esperar a dublagem do episódio 68 em diante. Sempre que o Cartoon Network exibe até esse episódio ele volta a reprisar desde o primeiro.

Publicidade

Até o momento, ninguém anunciou oficialmente quando a dublagem dos outros episódios vai retornar, porém Tânia Gaidarji, dubladora de Bulma, no Brasil, postou uma foto recente com a seguinte pergunta: "Quem adivinha o que eu tô fazendo agora?". Na imagem, ela está em um estúdio de dublagem, com um roteiro e na tela cenas de Dragon Ball Super. Isso tem feito com que diversas pessoas criem a expectativa de que a dublagem voltou a ser feita e quem em breve os episódios 68 em diante serão transmitidos.

Outra notícia envolvendo a dubladora da personagem Bulma, causou alvoroço nas redes sociais. Hiromi Tsuro dublava Bulma, no Japão, mas por causa de um problema de coração, passou mal enquanto dirigia e veio a falecer, deixando milhares de fãs órfãos por todo o mundo. Em seguida, uma notícia errada informou que quem tinha morrido era Tânia Gaidarji, dubladora da Bulma, no Brasil. Milhares de pessoas lamentaram o falecimento dela de forma equivocada.

Tânia está viva e muito feliz com o retorno de seu belo trabalho na série Dragon Ball Super.

Publicidade

É possível ver em seu perfil pessoal no Facebook que ela se diverte muito com sua carreira. Agora, os fãs brasileiros aguardam ansiosos para ver o restante dos episódios na versão dublada. Muitos afirmam que ouvir as mesmas vozes, que foram usadas em Dragon Ball Z, causa uma nostalgia.

Isso porque a saga atual conquistou fãs que acompanham a franquia desde a década de 80, conquistando já três gerações. Por isso, é possível ver telespectadores de 6 a 40 anos de idade, ou até mais. Os mais antigos são muito críticos, pois conhecem todos os detalhes do anime, inclusive do mangá.

Os mais novos, que ainda estão se familiarizando com a família Saiyajin e companhia, estão descobrindo o mundo mágico de Akira Toryama, que provavelmente ainda vai conquistar muitas gerações futuras com o anime que faz mais sucesso no Japão e no mundo.

Veja a foto de Tânia Gaidarji: