No fim de todo o ano, a Rede Record promove o especial ''Família Record'' que reúne vários artistas e funcionários da emissora de Edir Macedo. O objetivo do encontro é promover um encontro com os famosos artistas, incluindo apresentadores, atores e jornalistas para uma grande confraternização e troca de presentes. A apresentação do ''Família Record'' deste ano ficará sob o comando do apresentador de talk-show Fábio Porchat e da apresentadora Sabrina Sato.

Publicidade
Publicidade

No entanto, segundo informações do jornalista Daniel Castro, o evento gravado nesta última terça-feira, 12 de dezembro, acabou em uma tremenda confusão, tendo até presença de policiais para conseguir conter a aglomeração. As gravações foram realizadas no estúdio da Record na Barra Funda, região de São Paulo.

O caos começou quando caravanistas foram convidados para preencher espaços na plateia, eles são os responsáveis por trazer as caravanas com o intuito de assistir a gravação de vários programas da rede.

Publicidade

O fato de colocar os caravanistas na plateia seria uma singela ''homenagem'' pelo trabalho dos funcionários durante todo o ano enfatizando a dedicação de cada um com a emissora. Porém, não foram todos os caravanistas que conseguiram sua ''vaguinha'' na plateia e isso gerou grande alvoroço. Por que alguns tiveram vantagens e outros não?

A emissora explicou que o estúdio suportava cerca de 180 pessoas e o número estaria ultrapassando o limite do local.

Com isso, por questões de segurança, muitos foram barrados e tiveram que ficar do lado de fora do programa. Os que não conseguiram entrar ficaram revoltados com a situação.

Algumas pessoas que levaram panetones e presentes de final de ano e conseguiram entrar seriam porque tinham mais ''intimidade''. Outras, no entanto, não estariam com essa ''bola toda'' e ficaram de fora. As convidadas que foram barradas resolveram procurar a ajuda da polícia por ficarem revoltadas com o caso.

Com isso, aconteceram vários empurrões, agressões e ação de seguranças para conter essas convidadas. Uma grande gritaria tomou conta do local, e a polícia teve que agir para conter todo o Tumulto.

Além do mais, dois funcionários da Record acabaram sendo acusados de maus-tratos com as convidadas e por terem sido ''expostas ao ridículo''. A Record foi ameaçada de processo por conta desse caso. A assessoria da emissora, para minimizar os efeitos da confusão, disse que as convidadas barradas poderiam assistir ao próximo dia de gravações.

Publicidade

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo