Quem acompanha as entrevistas de Akira Toriyama notou que ele tem falado muito sobre os saiyajins e suas transformações. O autor da série explicou sobre as células S, a primeira transformação super saiyajin, que não foi em Goku, entre outros detalhes que deixam os fãs muito curiosos. No Torneio do Poder, todos também puderam ver a atuação do Universo 6, que é gêmeo do 7, com a estreia da primeira saiyajin mulher, a Caulifla.

Depois que Caulifla fez fusão [VIDEO] com Cale, se transformando em Kefla, e Goku manifestou o instinto superior para derrotá-las, o público foi à loucura e ficou muito triste com a eliminação do Universo 6.

Posteriormente, Akira passou a falar mais sobre o Super Saiyajin God e o espírito de Yamoshi. Como era de se esperar, todos que gostam muito de Vegeta e Goku querem saber mais sobre os saiyajins.

Pensando nisso, Toriyama resolveu realizar o desejo de todos. Ele anunciou que irá lançar um filme, em 2018, dedicado aos saiyajins, contando a história do primeiro guerreiro que começou a lutar por seu povo. A história será dedicada aos saiyajins, com muitos personagens novos e espera-se que se explore melhor o Universo 6, mas isso ainda não foi confirmado. [VIDEO]

A data de lançamento, o título e outros detalhes não foram divulgados. O foco maior no momento é o Torneio do Poder, que está sendo exibido na série Dragon Ball Super. Há rumores de que a saga vai terminar em março, mas isso também não foi confirmado.

De qualquer forma, no ano que vem o público terá mais uma novidade da franquia, que, com certeza, fará muito sucesso.

O filme terá a participação de Toriyama na elaboração, obviamente. Embora ele fuja um pouco das raízes de Dragon Ball, Akira não deixa nada ser publicado sem a sua aprovação. Toriyama mostrou que tem muita criatividade e paixão pelo trabalho de Akira, mas teve que se adaptar aos tempos modernos e às culturas de outros países.

Isso porque a franquia é mundialmente adorada, mas estava sendo barrada e censurada em vários lugares por mostrar muitas cenas de violência explícita e muito sangue. Assim, Toyotaro teve de deixar as cenas mais brandas para não ter problema, pois a maior parte do público atual é infantil.

Akira já criticou Toyotaro ao dizer que a saga do torneio está muito delicada, que gostaria de mostrar cenas mais fortes, como antes, mas ,infelizmente, a censura não permite que isso volte a ser mostrado. No mais, resta aos fãs aguardarem mais notícias sobre o lançamento do filme mais esperado por otakus.