A novela das 21 horas da Rede Globo [VIDEO], ''O Outro Lado do Paraíso'', está cada vez mais quente. A personagem Duda, interpretada por Glória Pires, está vivendo momentos difíceis após dizer que cometeu um gravíssimo crime. Segundo informações da colunista Patrícia Kogut, Duda irá assumir um crime que jamais cometeu, prejudicando ainda mais sua vida e levando-a um sofrimento extremo. O caso será muito repercutido, trazendo grande revolta para a população de Pedra Santa.

Tudo começará com a personagem de Marieta Severo, Sophia, assassinando o personagem Laerte, interpretado por Raphael Viana. A triste morte será realizada com uma tesoura dentro de um bordel.

No entanto, Sophia irá fugir rapidamente do local após ver Clara, interpretada por Bianca Bin.

Com isso, Clara levaria a culpa pelo assassinato e Duda, para evitar a prisão da filha, fará de tudo para não lhe causar sofrimento e dirá que matou Laerte. Duda acredita que sua filha Clara realmente é a assassina do rapaz.

Agora presa, Duda não viverá em paz. Já na delegacia de Pedra Santa, a mulher causará revolta nos moradores que irão até o local para ameaçá-la. Observando toda a gritaria e revolta, Patrick, interpretado por Thiago Fragoso, pedirá para que Duda seja transferida para a penitenciária de Palmas.

Patrick se dirigirá para o delegado responsável pelo caso e afirma que não teria condições de sua cliente se manter naquele local, sendo ameaçada constantemente. O delegado reforça, dizendo que o caso aconteceu naquela cidade e por isso Duda deverá ser mantida presa neste local.

O insistente advogado diz que o local não estaria fornecendo toda a segurança necessária para a acusadoa e, conforme a Lei, Duda deve ser transferida para outra cidade. O advogado diz que exige condições melhores para sua cliente.

Passagem constrangedora pela multidão

Após a transferência ser aceita, Vinícius, interpretado por Flávio Tolezani, passará com Duda por uma multidão de cidadãos revoltados. Em tom de ordem, ele pede para a população [VIDEO] sair do caminho de passagem, mas escuta gritos de: ''assassina'', ''mata ela'', e por aí vai.

A população tenta a todo custo agarrar Duda, dando puxões em seu cabelo. Com isso, Vinícius tenta reagir de outra forma, ele é obrigado a disparar dois tiros para o alto, com o intuito de afastar os nervosos moradores.

Duda consegue, enfim, entrar na viatura da Polícia e ser transferida para Palmas.