No momento em que Negan surgiu em The Walking Dead, [VIDEO] da AMC, distribuído pela Fox, o vilão tratou de avisar que o thriller não seria encerrado com o grupo liderado por Rick (Andrew Lincoln) totalmente ileso, reunidos em uma mesa para o almoço de domingo. Contudo, parece que o público fã do seriado não está pronto para isso.

Aviso importante: o artigo abaixo contém diversos spoilers e especulações a respeito da oitava temporada de The Walking Dead [VIDEO].

O encerramento da primeira metade da oitava temporada foi finalizada com a morte de um personagem extremamente querido por parte dos fãs, Carl Grimes, vivido pelo ator Chandler Riggs.

Boa parte desses fãs ficou indignado e simplesmente não aceita o ocorrido.

Ficou mais difícil ainda de engolir essa decisão do showrunner Scott M. Gimple quando o pai de Chandler foi reclamar sobre a demissão do filho nas redes sociais. A demissão de Chandler Riggs acabou resultando em uma petição online, no site change.org, onde os fãs visavam a demissão de Scott M. Gimple. A princípio, para que a petição pudesse chegar à AMC, eram necessárias 35 mil assinaturas. Entretanto, alcançaram nada menos que 77 mil assinaturas.

Acontece que, a petição não vai mudar nada, pois a morte do personagem já havia sido planeja e aprovada pela produção há um tempo. Veja bem, o pai de Chandler Riggs afirmou em seu Facebook que o filho foi demitido duas semanas antes de seu aniversário de 18 anos. O pior de tudo é que a AMC havia prometido mais três temporadas para o ator no seriado, e em seguida o cortaram do elenco.

Em entrevista recente à revista norte-americana The Hollywood Reporter (THR), Riggs explicou que não foi sua decisão sair da série, mas que "Gimple queria dar uma chacoalhada" na trama para recuperar a audiência que The Walking Dead veio perdendo nos últimos tempos. Riggs disse ainda em entrevista ao THR que não queria sair da trama e que ficou arrasado com a decisão, sem saber o que fazer, Principalmente porque ele foi informado apenas durante os ensaios para as gravações do sexto episódio da oitava temporada, no início de junho, como havia ressaltado o pai dele em sua postagem, que foi excluída do Facebook minutos após ser publicada.

De acordo com essas informações, é sabido que a decisão não foi tomada de última hora. Ela ocorreu um mês antes da San Diego Comic Com, onde os atores compareceram e deram entrevistas, já sabendo do destino de Carl. Não se tratou de uma medida desesperada. Ou seja, se Carl está "morto" desde junho, a história já se afastou das HQs e não há petição que possa mudar isso.

The Walking Dead retornará em fevereiro de 2018.