Que 2017 foi o ano de Anitta, ninguém duvida. Em setembro a cantora iniciou o seu mais ambicioso projeto e também um dos mais ambiciosos dentre todas as artistas contemporâneas: o ‘’Projeto CheckMate [VIDEO]’’.

O projeto em si, como muitas pessoas que acompanham o seu trabalho já sabem, consistia em lançar uma música e um clipe novos todo mês, até dezembro. Anitta iniciou com a música ‘’Will I See You’’, em parceria com o produtor norte-americano Poo Bear, que trabalhou com artistas proeminentes, como Justin Bieber.

A música dos dois foi registrada pela crítica como uma espécie de "bossa nova em inglês". Até o momento, o clipe da música conta com 36 milhões de visualizações, depois de quatro meses do seu lançamento na plataforma YouTube.

É o mais tímido desempenho entre as quatro músicas lançadas.

A segunda música, com direito a clipe gravado na Floresta Amazônica, gravada com o DJ sueco Alesso, a eletrônica ‘’Is That For Me’’, fez Anitta ver um desempenho melhor no seu projeto realizado em parceria com uma marca de roupas e após pouco mais de três meses a música tem mais de 55 milhões de visualizações e recentemente algumas versões remixes foram lançados.

Com o reggaeton intitulado ‘’Downtown’’, em parceria com o colombiano do momento, J Balvin, com quem já tinha colaborado em um remix de um trabalho do cantor, ‘’Anira’’, como é chamada pelos fãs, consolidou de vez o sucesso do projeto. Lançada em novembro, seu vídeo já foi assistido quase 90 milhões de vezes e a música ainda é uma das mais executadas no mundo nos serviços de streaming [VIDEO].

Ainda, uma terceira colaboração vem por aí entre os dois. ‘’Machika’’, de J Balvin, estreia dia 19 de janeiro e especula-se que pode ser uma música feita para a Copa do Mundo de 2018.

Mesmo com todos esses êxitos, o maior ainda estava por vir com ‘’Vai Malandra’’, lançado há menos de um mês. Com o hit, Anitta se tornou a primeira artista brasileira a emplacar duas músicas na tabela mundial do Spotify. O clipe, gravado na Favela do Vidigal, no Rio de Janeiro, já foi visto 117 milhões de vezes e a cada dia esses números só aumentam.

A música, um funk em parceria com MC Zaac, DJ Yuri Martins, reconhecido pelo trabalho que produz, e o rapper norte-americano Maejor, foi a responsável definitiva pelo sucesso do projeto e fechou com chave de ouro os primeiros passos que Anitta deu no ano passado rumo a sua internacionalização enquanto artista da música e do entretenimento.

Essa caminhada já começou a render belos frutos. Anitta disse recentemente em uma entrevista que não lançaria mais nenhuma música dela até o mês de abril e que agora ela e sua equipe esperariam pelos resultados de ‘’CheckMate’’.

Já conseguiu um muito importante.

Nos Estados Unidos existe uma premiação oferecida pela cadeia de rádios norte americanas iHeartRadio chamada iHeartRadio Music Awards. No país, o rádio ainda é um canal importante para artistas e conta com milhares de ouvintes, diferente do que ocorre no Brasil, onde a popularidade dos canais de rádio é bem mais baixa do que era há alguns anos.

Anitta foi indicada nessa premiação na categoria Social Star Award (Estrela das Redes Sociais, em tradução livre).

Isso significa que o prêmio vai ser concedido ao artista que melhor tiver desempenho nas redes sociais, se mostrando forte e com grande poder de influência. Anitta já deu provas suficientes ao lançar esse projeto ambicioso ao longo de quatro meses, ainda mais sendo ligada a uma grande rede de franquias muito popular no Brasil, demonstrando o seu forte apelo midiático e força para influenciar seus fãs e arrecadar muitos outros novos não só aqui no nosso país como fora dele.

Atualmente, a cantora tem 25 milhões de seguidores no Instagram e 6 milhões no Twitter e é ouvida por mais de 15 milhões de pessoas no Spotify, mais até do que muitos artistas norte americanos já famosos.

2018 está apenas começando para Anitta e ela nunca fica atrás.