Uma atriz mirim, de apenas 14 anos de idade, virou notícia em todo o mundo após se matar. [VIDEO] A garotinha, que era uma verdadeira referência no mundo da televisão, especialmente por conta de um comercial, chocou o planeta ao tirar a própria vida. Ammy Dolly teria tirado a própria vida, segundo os pais, após ter sido vítima de bullying. É o que foi noticiado em vários portais de notícias por todo o planeta, como o G1 nesta quarta-feira (10). [VIDEO]O pai da criança, identificado como Tick Everett, fez um depoimento na internet explicando tudo o que aconteceu.

Atriz que fez comerciais se mata, após ser vítima de agressões na internet

O pai da garota chegou a fazer um apelo em formato de 'carta de despedida' e publicou no Facebook.

Na mensagem ele fala sobre a situação e pede que outras pessoas evitem que tragédias como essa aconteçam. O fato da famosa ter morrido dessa forma acabou chamando a atenção de todo o planeta e, é claro, iniciou uma discussão sobre o bullying na Austrália. No país, pelo menos uma a cada cinco crianças já foi alvo de situações do mesmo tipo.

Até mesmo um convite estranho para as pessoas que praticavam o bullying contra a filha dele foi enviado por meio da internet. O convite era para que os autores das ação fossem ao velório. "Se, por acaso, as pessoas que pensaram que era só uma piada e que se sentiram superiores pelo bullying e assédio constantes virem essa postagem, por favor, venham à cerimônia e testemunhem a ruína que criaram", escreveu ele na internet.

Previna-se contra o suicídio - conheça o trabalho do CVV

No Brasil, uma instituição que ajuda a evitar o suicídio é o CVV.

O Centro de Valorização da Vida. Para entrar em contato, basta acessar o site do Centro de Valorização da Vida e buscar pelo número de telefone disponível para a sua região. A ligação é gratuita e pode ser realizada de qualquer lugar do país.

Redes sociais repercutem morte de atriz que cometeu suicídio

O caso teve grande repercussão nas redes sociais. "Crianças que nuca receberam um não, pais que sempre fizeram sua vontades, mimadas, sem inteligência emocional, sem referência dos pais, por serem ausentes, frágeis, despreparadas para a realidade da vida. A culpa está em vitimá-las ao invés de ensiná-las a serem fortes, seguras em si mesmas, seguras em seus pais, emocionalmente estáveis, em lidar com adversidades, lidar com o "Não". Bullying sempre existiu. O que nem sempre existiu foram crianças educadas por Smartphones", disse um dos internautas ao falar sobre o assunto.

E você, o que pensa sobre o assunto? Deixe o seu comentário. Ele é sempre importante e ajuda no diálogo de temas relevantes à sociedade.