As filmagens do live-action de Aladdin nem bem começaram e já estão causando polêmica, sobretudo entre a comunidade asiática. Segundo The Sunday Times, a produção do Filme estaria ''bronzeando'' atores brancos para serem figurantes do longa. O jornal dominical britânico afirma também que o filme será filmado em Longcross, uma localidade do Reino Unido na qual vive, atualmente, uma numerosa população de heranças paquistanesas, bengalis, indianas e árabes, que não está nada satisfeita com o racismo implícito na atitude dos estúdios Disney [VIDEO].

O ator Kaushal Odedra concedeu uma entrevista ao The Sunday Times, na qual declarou ter visto uma grande fila de atores esperando para ter suas peles ''tingidas'' durante a preparação de elenco.

Para ele, a atitude da Disney passa uma mensagem equivocada sobre a comunidade asiática, algo como se a cor da pele destes indivíduos não equivalesse a nada e pudesse ''ser lavada''.

O ator conta que chegou a questionar um dos membros da equipe a respeito da prática e que recebeu uma resposta verdadeiramente desanimadora. Segundo o rapaz, embora ter que fazer tal coisa fosse realmente lamentável, era assim que a indústria do cinema funcionava e nada iria mudar e que, portanto, não havia razão para reclamações.

O jornal afirma que a Disney confirmou o ''bronzeamento'' dos figurantes, alegando que diversos papéis exigiam habilidades específicas, tais como saber dançar ou lidar com camelos e que tais qualificações ''não foram prontamente encontradas na comunidade asiática''. Kaushal Odedra lançou um questionamento ainda mais polêmico a respeito do assunto.

O ator diz questionar, se caso ocorresse o contrário e uma série de atores morenos fossem contratados para interpretar personagens brancos - como a família real, por exemplo -, se a Disney acharia certo ''embranquecer'' estes atores por meio de maquiagem ou outro tipo de procedimento.

A Disney não só admite a modificação da cor da pele de seus figurantes, como ressalta que contratou uma equipe bastante diversa para cenas que contém verdadeiras multidões. Segundo a produção do filme, este é o elenco com maior diversidade já reunido para um live-action em toda a história do estúdio.

Segundo os Estúdios Disney, mais de 400 dos 500 figurantes do filme são do Oriente Médio, africanos, indianos e asiáticos. O elenco conta com Will Smith como o Gênio, Mena Massoud como Aladdin, Naomi Scott como Jasmine e Marwan Kenzari no papel de Jafar. Também Nasim Pedrad estará no live-action como Dalia, a confidente de Jasmine e Navid Neghban será Sultan.

O papel do possível partido de Jasmine, o príncipe Anders, ficou para o ator Billy Magnussen, enquanto Numan Acar viverá Hakim, chefe da guarda do palácio e comparsa de Jafar. O live-action de Aladdin será dirigido por Guy Ritchie e sua estreia está marcada para o dia 24 de maio de 2019.