Campeã do Big Brother Brasil 17”, em abril do ano passado, Emilly Araújo, 21, não tem mais nenhum vínculo com a Rede Globo. No final do mês passado, com o encerramento de 2017, o contrato da emissora com a ex-BBB chegou ao final. A notícia, que já era aguardada por quem acompanha o dia a dia da TV, caiu como uma bomba nas redes sociais e virou notícia em todo o Brasil.

Publicidade
Publicidade

Por que a Globo encerrou contrato

Emilly não esconde de ninguém que quer seguir a carreira na área artística. Seu sonho é se tornar uma atriz. Diante disso, a Rede Globo abriu as portas para a ex-BBB, que por ser um rosto conhecido, poderia atrair audiência para a emissora.

Mas os testes foram fiascos. Emilly não foi aprovada para integrar o elenco de “Malhação” e isso já deveria causar bastante preocupação na gaúcha de 21 anos. A novela teen, exibida nos finais de tarde da emissora, é a porta de entrada para a dramaturgia e costuma-se aceitar atores “crus”.

Vencedora do reality BBB foi esnobada pela Globo
Vencedora do reality BBB foi esnobada pela Globo

Pelo visto, Emilly estava abaixo de uma atriz “crua”. Ela também fez teste para ser repórter do “Vídeo Show”, programa sobre o mundo artístico da Globo exibido nas tardes da emissora. Também não conseguiu.

Com reprovações seguidas, a Globo decidiu não renovar o contrato da vencedora do “Big Brother” e ela está livre para procurar outra emissora e seguir em busca do sonho de ser atriz.

YouTube

Sem chances na maior emissora do país, Emilly Araújo mira agora o YouTube.

Publicidade

Em live com os fãs no Instagram ela afirmou que essa será uma forma de ficar ainda mais perto dos seguidores.

No Instagram, a vencedora do “BBB” é seguida por impressionantes 3,1 milhões de pessoas. Ela pode aproveitar isso para impulsionar o canal na plataforma de vídeos.

A grande questão é saber qual serão os assuntos abordados no canal de Emilly. Falar apenas de sua vida – e viagens – pode não render tanto como ela imagina.

Rio de Janeiro

Emilly mora no Rio de Janeiro.

O apartamento alugado onde reside com a irmã e o pai custa aproximadamente R$ 7 mil de aluguel por mês. Sem contrato com a Globo, de onde vinha um salário de pouco mais de R$ 3 mil, a ex-BBB vive de propagandas em redes sociais e de aparições VIPs em festa.

Para realizar este tipo de serviço, ela costuma cobrar cerca de R$ 8 mil dos interessados. Com o passar do tempo e a distância da TV, o número de interessados pode cair cada vez mais. Emilly sabe que seguir nos holofotes é fundamental para a sua tão sonhada carreira artística e para a sua saúde financeira também.

Publicidade

R$ 1,5 milhão, se mau administrado, pode acabar rapidamente.

Leia tudo