O ano de 2018 não começou muito bem para Emilly Araújo. Vencedora do “Big Brother Brasil 17”, em abril do ano passado, a estudante recebeu três notícias ruins nestes primeiros dias do novo ano e sua vida deve ganhar um novo rumo.

Más notícias

Após vencer o “BBB17”, Emilly assinou um contrato com Rede Globo até dezembro.

Publicidade
Publicidade

O vínculo que a emissora cria com o vencedor do principal reality show da TV brasileira é uma forma de evitar que o participante comece a ser figura carimbada em programas da concorrência.

Como o “Big Brother Brasil” é bastante popular, o vencedor sai da casa em alta e garante audiência onde quer que vá. A Globo tenta a todo custo evitar que isso aconteça em outras emissoras.

Agora que Emilly não tem mais contrato com a emissora é bem capaz que ela apareça em programas do SBT, Record TV, Band e, principalmente, RedeTV!, a emissora que mais ama ex-BBBs.

Ela não foi aprovada em testes para "Malhação"
Ela não foi aprovada em testes para "Malhação"

No final do mês passado, com o término do contrato, Emilly recebeu a informação de que não haverá renovação. Ela está livre. Mas isso não é nada bom. Junto com a má notícia do contrato encerrado, há outra que acompanha.

Com isso, a ex-BBB para de ter oportunidades para realizar testes para virar atriz – seu grande sonho. Depois do reality show, Emilly fez testes para integrar o elenco de “Malhação” e para ser repórter do “Vídeo Show”. Acabou recusada.

Publicidade

Diante dessas duas más notícias, aparece a terceira. Ela está sem casa no Rio de Janeiro. A vencedora do “BBB” entregou o apartamento onde morava de aluguel com o pai e a irmã, Mayla, e pagava cerca de R$ 7 mil mensais.

Ela retornará para a cidade natal, Eldorado do Sul, que deixou poucos antes do confinamento para o “BBB17”. Será uma volta da jovem de 21 anos para sua terra. Mas os sonhos não param.

Novos objetivos

Eldorado do Sul é uma cidade pequena, com cerca de 38 mil habitantes, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE).

Só Emilly, tem cerca de 3,1 milhões de seguidores no Instagram.

Diante do sucesso nas redes sociais, o novo objetivo da ex-BBB é criar um canal no YouTube. A plataforma de vídeos é uma ferramenta muito utilizada atualmente e criou grandes fenômenos da comunicação brasileira.

O sucesso do YouTube é tamanho que artistas já consagrados resolveram se aventurar na plataforma. Caso, por exemplo, dos apresentadores Celso Portiolli, do SBT, e Marcos Mion, da RecordTV.

Publicidade

Resta saber se Emilly terá o mesmo sucesso que teve no “BBB”. Seguidores não lhe faltam.

Leia tudo