Famosos por compor hits que embalaram os anos 90 e que até hoje atraem milhões de fãs pelo mundo, o grupo irlandês The Cranberries sofreu uma grande perda nessa segunda-feira, 15. A líder do grupo, Dolores O’Riordan, de 46 anos, foi encontrada morta em Londres, capital inglesa, onde o grupo estava prestes a fazer gravações. Ainda não se sabe ao certo o motivo da morte da cantora, mas já se sabe que Dolores sofria de transtorno bipolar. Ela, inclusive, já tinha se envolvido em um grande problema, após sofrer “um ataque de raiva”, em 2014, e ser detida por ter batido em uma aeromoça e, em seguida, cuspir em um policial.

Publicidade
Publicidade

Dolores deixa três filhos: Taylor Baxter, Dakota Rain e Molly Leigh, ela foi casada com Don Burton. Os maiores sucessos da banda The Cranberries, ‘Linger, Dreans, Ode To My Family, Zombie, Salvation e outros, conseguiram vender mais de 40 milhões de discos em todo o mundo e, com isso, fazer da banda comandada por O’Riordan uma dinossauro da música mundial.

“Dolores morreu subitamente em Londres, nessa segunda-feira. Ela tinha 46 anos. Familiares e amigos estão devastados com a notícia e pedem privacidade nesse momento difícil.”, disse o perfil de Twitter oficial da banda irlandesa.

Publicidade

Nascimento, anos 90 e trabalhos recentes

Dolores Mary Eillen O’Riordan Burton nasceu em 1971, na cidade de Ballybricken, na Irlanda. Ela era a mais nova filha da família. Em 1990, The Cranberries, que era composto pela própria Dolores, Noel Hogan, Mike Hogan e Fergal Lawler, começou a dar os seus primeiros passos, com o single “Everybory else is doint it, so why can’t we”, composto em 1993.

Em 2012, o grupo trabalhou em inéditas. O disco foi chamado de “Roses”.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Famosos

Antes disso, o The Cranberries estava parado há seis anos, mas retornou no ano de 2010. Em 2017, Dolores e companhia fizeram o último trabalho, uma compilação composta por grandes sucessos do passado, o “Something Else”, tocados de forma acústica.

Antes de morrer, Dolores se apresentava normalmente e não reclamava de problemas, segundo informações. A própria cantora postou, em sua rede social, que estava se sentindo bem e até desejando feliz natal para todos os fãs.

“Eu fiz meu primeiro show em meses no fim de semana, [...], gostei muito! Feliz Natal para todos os fãs! Beijos”, escreveu a cantora. Nessa época, ela estava tocando algumas músicas para a festa anual do staff da Billboard, na cidade de Nova York, nos Estados Unidos.

Celebridades, fãs, amigos e familiares que acompanham o mundo da música já prestam homenagem à Dolores em suas redes sociais.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo