No próximo dia 22 começa mais uma edição do ‘’Big Brother Brasil’’ [VIDEO], reality show da Rede Globo de Televisão que chega a sua etapa de número 18. Basta chegar essa época para que comecem a pipocar na imprensa informações a respeito da atração. Nesta sexta-feira (12), por exemplo, o jornal carioca Extra deu detalhes sobre o que aconteceu com a ex-BBB Emilly Araújo [VIDEO], vencedora da décima sétima edição do programa.

Emilly não conseguiu realizar o seu grande sonho, que era ser atriz da emissora. Pelo contrário, ela até foi demitida recentemente do canal, como mostra o site da publicação.

Emilly Araújo surpreende e é demitida da Globo por não mostrar talento

O contrato de Emilly Araújo, no passado, chegou até a ser maior do que o normal, especialmente quando se pensa que a maior parte dos participantes do reality show da Rede Globo de Televisão apenas tem contrato com o canal por três ou seis meses.

Ao que tudo indica, a Globo manteve apenas o contrato com ela a fim de evitar que Emilly desse entrevistas bombásticas em outras emissoras ou até participasse de outros programas, com o que aconteceu com Marcos Harter. Ele esteve em ‘’A Fazenda’’, da RecordTV, e sua participação foi um grande sucesso. Ele chegou a ficar no segundo lugar.

Quando Marcos Harter esteve no ‘’BBB 17’’, que teve a vitória de Emilly, ele foi expulso da atração na última semana. Muita coisa acabou sendo marcada entre eles. Marcos chegou a ter que dar um depoimento à polícia sobre o episódio. Mais tarde, não houve provas suficientes que a catalogassem como vítima de violência doméstica.

Emilly Araújo vai para o olho da rua após não agradar a Globo como atriz

Emilly Araújo é mesmo um ícone da televisão, mas não agradou tanto na telinha quando o assunto é dramaturgia.

Como finalista do programa, ela tinha o contrato estendido até dezembro passado, mas o mesmo não foi renovado. A gaúcha, então, decidiu criar um canal no YouTube. O problema é que o seu dinheiro está acabando e isso gera especulações até mesmo de que ela possa ficar pobre.

Parte do R$ 1,5 milhão foi gasto pagando dívidas. No entanto, apenas de aluguel Emilly paga mais do que os rendimentos desse dinheiro na poupança. Ela gasta cerca de R$ 7 mil todos os meses para continuar morando no Rio de Janeiro e buscando chances empresariais e publicitárias. Desde que o programa acabou, os acordos com marcas diminuíram. Hoje Emilly cobra apenas R$ 8 mil para fazer uma postagem ou ir a um evento. Bem menos do que quando o programa acabou. Na época, ela cobrava R$ 30 mil ou mais.

A Globo preferiu ficar com Vivian Amorim, a segunda colocada do "BBB17". Ela será repórter do novo "Big Brother".