A Rede Globo de Televisão é um dos maiores canais de TV do país. [VIDEO] A emissora da família Marinho tem investido em histórias que geram inclusão de personagens de todos os tipos. Recentemente, as histórias dramatúrgicas do canal têm ganho personagens gays. A primeira novela que mostrou o beijo de dois homens do mesmo sexo foi 'Amor à Vida'. No entanto, outras tramas também estão levando esse tipo de comportamento ao ar, até mesmo aquelas que são voltadas ao público infantil e adolescente, [VIDEO] o que é o caso de 'Malhação. Um detalhe, no entanto, está gerando grande revolta.

Após beijo, 'Malhação' exibirá sexo entre duas garotas; saiba mais

Em Malhação – Viva a Diferença, o clima esquentará ainda mais entre Samantha (Giovanna Grigio) e Lica (Manoela Aliperti) nos próximos capítulos.

A coisa vai ficar bastante movimentada na trama. O problema é que, para algumas pessoas, apesar das atrizes que fazem a personagem serem maiores de idade, as personagens da trama são menores. A argumentação de parte do público é que as cenas que serão mostradas podem estimular com que as pessoas comecem a sexualidade ainda mais cedo. Isso gerou certa revolta em telespectadores. "É isso o que a Globo ensina. Esse canal não tem limites na hora da perdição", disse um dos internautas ao falar sobre o tema.

Em 'Malhação', meninas terão primeira vez e detalhes em cena geram polêmica

A trama mostrará as personagens, que ainda estão no ensino médio, indo uma para a casa da outra apenas para estudar. No entanto, elas acabaram se envolvendo devido à atração que uma tem pela outra. Samantha ficará um pouco confusa sobre tudo, enquanto Lica, através de uma mensagem do WhatsApp, deixa subentendido que aconteceu a noite delas.

Quem vai achar o comportamento da filha estranho, é a mãe dela, Marta (Malu Galli). Ela vai demorar a saber que sua filha gosta é mesmo de meninas. As cenas da história prometem dar o que falar e isso é bastante importante para que outras pessoas gays se sintam mais abarcadas na história.

'Malhação' também terá um menino gay que sofre bullying por conta da sua condição sexual. Os professores vão se unir para tentar ajudar o menino que sofre por esse tipo de comentário. A ideia é mostrar o quanto ruim isso pode ser, fazendo com quem pratique o bullying pense duas vezes antes de realizar uma atitude do tipo.

E você, o que pensa a respeito do assunto? Deixe o seu comentário. Ele é sempre importante e ajuda no diálogo de temas relevantes.