Publicidade
Publicidade

A conhecida marca de roupa H&M causou ultraje, por culpa de uma nova campanha que aparece no seu site. Em causa está um menino negro, vestindo uma camisa de moletom, em verde, e com uma inscrição que está incendiando as redes sociais. Na camisa, estilo hoodie, do garotinho diz: "O macaco com mais estilo da selva". As pessoas rapidamente notaram que essa frase não soava nada bem e começaram a falar racismo, uma vez que faz muitos anos que se vem associando a palavra 'macaco' ao racismo. No entanto, a marca está recebendo dois tipos de reações.

Publicidade

Enquanto algumas pessoas não veem racismo, mas apenas uma camisa qualquer, em um garotinho comum, mas outros acusam a marca de ser racista. Entre eles, o cantor The Weeknd, que já jurou não voltar a trabalhar.

The Weeknd anunciou que está cortando laços com o H&M, considerando a foto "profundamente ofensiva" de um jovem negro que usa essa camisa controversa. O ex-namorado de Selena Gomez anunciou que ele vai romper qualquer contrato com o H&M, devido ao seu anúncio racialmente insensível. "Acordei esta manhã chocado e envergonhado por esta foto", escreveu o cantor de "Starboy".

"Estou profundamente ofendido e não vou mais trabalhar com @hm", garantiu o jovem músico.

The Weeknd colaborou com a marca sueca em diversas coleções, e ele não está sozinho em sua indignação. São muitas as pessoas que estão indignadas com a marca e que prometem boicotar suas roupas, que dizendo que não voltam a comprar na loja.

Publicidade

Entretanto, a marca se desculpou e tirou a imagem do seu site, mas parece que a resposta vem muito tarde, uma vez que esse tema já se tornou viral, na internet.

Também LeBron James, o jogador de basquete se pronunciou sobre o assunto, com um post hilário no Instagram. O jogador usou a foto do menino, mas acrescentou uma coroa, com a legenda 'Rei do Mundo'.

H&M se explica

Em resposta a toda essa polêmica, um representante da H&M emitiu esta declaração: "Nós entendemos que muitas pessoas estão chateadas com a imagem.

Nós, que trabalhamos na H&M, só podemos concordar. Lamentamos muito que a foto tenha sido tirada, e também nos arrependemos da impressão real. Portanto, não só removemos a imagem dos nossos canais, mas também retiramos a camisa das vendas". O representante confirmou ainda que ocorreu um erro e que eles falharam em algum momento, durante essa campanha. Eles prometem "investigar minuciosamente" o que aconteceu, para evitarem que o mesmo erro se repita novamente.

Para aumentar mais ainda a indignação, na mesma campanha, aparecia um menino branco, com uma camisa dizendo: "Especialista em sobrevivência".

Publicidade

Porém, são muitas as pessoas que acreditam que a marca mão teve qualquer maldade e que o racismo está somente nos olhos de quem viu essas imagens. "É uma camisola qualquer a ser usada por um modelo qualquer. Os vossos comentários e as vossas associações é que estão a ser racistas. Amem-se uns aos outros e chateiem-se menos", escreveu Rita Listing, no Twitter, um post que está recebendo muito apoio. São muitos os que estão concordando com essa opinião.