O motorista de Cristiano Araújo, sertanejo morto em tragédia de carro, junto de sua namorada, Allana Moraes, 19, em 2015, Ronaldo Miranda, foi condenado a pagar dois anos de prisão. Além disso, ele também deverá pagar 25 mil reais para cada família das pessoas que morreram no acidente de carro, na rodovia Transbrasiliana (BR-153), perto do quilômetro 613 – ao redor dos municípios de Goiatuba e Morrinhos, em Goiás.

O cantor, que tinha 29 anos de idade quando morreu, estava se preparando para participar do festival de Caruaru, em Pernambuco, um dos mais cobiçados na época de São João. Cristiano deixou dois filhos, Bernardo de 2 anos e João Gabriel de 6 anos.

A juíza Patrícia Machado Carrijo sentenciou Ronaldo Miranda a 2 anos e sete meses de detenção. Ele foi condenado pelo crime de homicídio culposo e teve a habilitação suspensa.

Além disso, Miranda também terá que prestar serviços comunitários. Ronaldo já vinha cumprindo prisão domiciliar desde 2015, enquanto aguardava a decisão da juíza.

Cristiano Araújo, compositor dos hits “Maus Bocados”, Hoje Eu Tô Terrível” e “Cê Que Sabe”, era considerado, até o ano de 2015, uma das vozes remodeladoras do sertanejo nacional, pelo fato de o cantor trazer para as suas canções os trejeitos do Arrocha.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Moda

“A notícia mais triste que a gente poderia informar. O comunicado que nenhum de nós, jornalistas, gostaria de disparar”, tinha escrito a assessoria de comunicação do cantor, à época da tragédia, quando vieram a público para informar aos fãs do cantor que ele acabou morrendo no acidente de carro, em Goiás.

"Não foi culpa do motorista", defende seguidor

Após o acidente, o cantor ainda foi encontrado com vida pela equipe de socorristas.

Porém, chegou ao Hospital Municipal da cidade de Morrinhos em um estado muito grave – com hemorragia interna. Ele foi transferido, de helicóptero, para o Hugo (Hospital de Urgência de Goiânia), onde acabou falecendo. “Difícil comentar, mesmo porque não sei se a Allana estava ou não de acordo com a velocidade que o motorista estava, eu com certeza não estaria. Agora o Cristiano não deve ter ligado, pois na primeira ordem dele o motorista iria diminuir a velocidade, né?”, disse um seguidor de rede social, sobre a condenação de Ronaldo.

“Sacanagem o que estão fazendo com esse rapaz: quem falou para dirigir rápido foi o Cristiano, ele não tem culpa de os dois estarem sem cinto, experimente censurar o patrão para ver se você não leva um coice, as rodas trocadas do carro também não foi ele que trocou, foi uma fatalidade.”, respondeu outra seguidora.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo