No capítulo que será exibido nesta segunda-feira, 22 de janeiro, na novela 'O Outro Lado do Paraíso' da Rede Globo de Televisão, Henrique (Emílio de Mello), vai acabar descobrindo que Duda não morreu. Ele irá desmascarar a mulher durante o julgamento dela pela morte de Laerte (Raphael Vianna). Henrique entrará no tribunal com a companhia de Jô (Bárbara Paz) e Natanael (Juca de Oliveira) que ficarão perplexos ao rever a mulher. Além disso, Adriana (Julia Dalavia) irá perceber que Duda é sua mãe.

Ao entrar no tribunal, Duda optará por permanecer calada.

Publicidade

Um dos promotores então apresentará o caso. Ele lembrará que a mulher é dona de um bordel, tinha um amante que no caso era Laerte e que acabou matando o homem em um momento de fúria. Depois, Adriana será apresentada por Patrick (Thiago Fragoso) para Gustavo (Luis Melo) que é o juiz do caso, como sua assistente. Ao ouvir o nome completo de Adriana, Duda achará o nome muito familiar e estranhará.

Logo, Duda percebe que Adriana é a sua filha mais nova. Jô, Natanael e Henrique entrarão no tribunal e vão ficar surpresos ao rever Elizabeth se passando por outra pessoa.

Duda verá Henrique e decidirá revelar toda a verdade sobre seu passado. A mulher revelará que forjou sua morte após causar um acidente com o amante e que comprou um bordel em Pedra Santa. Depois de tantas revelações, Adriana perceberá que a réu é sua mãe e contará o nome verdadeiro dela para todos.

Antes de tudo isso acontecer, Jô terá um pressentimento não muito bom sobre o julgamento de Duda. Ela nem irá imaginar que a mulher é Elizabeth. No começo da novela, Natanael e Jô armaram para que Henrique se separasse de Duda.

Publicidade

Com a volta da mulher, toda a verdade sobre Jô será descoberta por Henrique. A mãe de Adriana irá contar para Henrique que quem apresentou ela para Renan (Marcello Novaes) foi Jô, o que causará uma grande crise no casamento do advogado.

Em uma das cenas antes do julgamento, a família conversará sobre o caso de Duda na justiça que será dado como perdido por Patrick. Jô questionará por qual motivo a réu não quer falar o nome e Henrique diz que ela deve ter bons motivos para isso. A loira logo rebate o marido, perguntando se ele vai defender a mulher e se ele conhece ela.

Henrique diz que não teria como conhecer a dona de um bordel numa cidade do Tocantins.

Jô dirá que o comentário que fez foi apenas uma intuição feminina. No fim da conversa, Adriana dirá que não sabe explicar o desejo que tem de tirar a cliente da cadeia e que será sua primeira chance como advogada.