Depois de muitas investidas de Clara [VIDEO], (Bianca Bin), a moça vai finalmente conseguir desmascarar Samuel (Eriberto Leão) em O Outro Lado do Paraíso [VIDEO]. A mãe de Tomaz (Vitor Figueiredo) se une a Renato (Rafael Cardoso) e Patrick (Thiago Fragosos) para se vingar do médico e mostrar a todos a vida dupla que o psiquiatra leva.

Após começar a desconfiar da homossexualidade de Samuel, Clara se junta aos seus aliados e vai ficar amiga da mãe Adnéia (Ana Lúcia Torre) e da esposa Suzy (Ellen Roche) do médico. Nesse meio tempo, depois de ter realmente certeza, Clara vai convidar as duas para jantar, mas Susy se recusa a ir.

Então, a protagonista leva a mãe de Samuel, mas não para um restaurante, mas para o flat onde o médico estará com o seu amante, Cido (Rafael Zulu).

O flagrante

Chegando lá, Adneia flagra o filho Samuel só de calcinhas, cílios postiços e batom, deitado na cama com o motorista de Sophia (Marieta Severo). Em total estado de choque e aos gritos, ela desmaia na frente de todos. Desesperado, o diretor do hospital vai tentar acordar a mãe e diz que vai levar a mãe para o hospital. É nesse momento, que Adneia acorda e diz: “Primeiro, antes de qualquer coisa, por favor, tire esse batom e essa calcinha, meu filho”, pedirá a sogra de Susy. “Ou pretende aparecer assim no hospital?”, esbravejará ela.

Muito envergonhado, Samuel ficará sem chão e sem saber o que fazer. Então, Adneia começa a relatar a infância do médico dizendo que ele nunca se comportou como os outros filhos, que sempre levavam namoradas para apresentar.

“Agora entendo o sumiço das calcinhas da sua mulher”, lamentará. Em uma cena emocionante, Adneia surpreende a todos dizendo que vai aceitar o filho do jeito que ele é.

Pedido de perdão

Depois de toda confusão, Samuel vai ir atrás de Clara e de joelhos, pedirá perdão para a ex-mulher de Gael (Sergio Guizé). “Eu preciso que você me perdoe por tudo que eu fiz”, dirá Samuel. “Minha mãe já está sofrendo muito e eu preciso saber o porquê está fazendo isso”, questionará o médico.

Sem nenhuma piedade no olhar, Clara dirá que não está surpresa com a visita. “Não se lembra do que fez comigo, doutor Samuel?” Por favor, não se faça de vítima, porque o vilão aqui é você que me dopou com aqueles remédios psiquiátricos encomendados pela maldita Sophia".

Clara relembra tudo que passou por causa desses remédios. Lembra do texto que Samuel a fez escrever e do laudo psiquiátrico que validou a sua internação em um hospício.

O médico implora que ela esqueça tudo isso e o perdoe. Que não conte a mais ninguém sobre a sua condição sexual, mas Clara se mostra irredutível.

E agora, será que Clara vai contar para todos sobre Samuel? E Susy, como vai reagir a essa notícia?