A vingança de Clara deve ir mais longe do que ela gostaria nos próximos capítulos de O Outro Lado do Paraíso [VIDEO]. Desta vez, o alvo da protagonista da trama de Walcyr Carrasco acaba morrendo após a mocinha executar seu plano. A morte será de Vinícius (Flavio Tolezani), que é esfaqueado na prisão.

Tudo começa quando Clara prova que o delegado abusou de Laura (Bella Piero). Vinícius vai parar no presídio e é orientado sobre as regras da instituição. "Molestadores, estupradores não vivem muito aqui dentro", afirma o diretor do local. Mas, como o condenado tem formação universitária, ele consegue ir para uma cela com outros que tiveram crimes semelhantes.

Antes de seguir para a cela, o diretor ainda deixa claro que Vinícius nunca poderá sair do local, pois será impossível garantir sua integridade física. O marido de Lorena (Sandra Corveloni) ainda questiona seu direito a banho de sol, mas o chefe insiste que ele precisa ter muito cuidado, pois os colegas de prisão já sabem do motivo da pena e estão revoltados com o tratamento especial que o ex-delegado recebe.

Vinícius percebe a gravidade da situação quando é levado para a cela. Os demais detentos começam a bater canecas e gritar que o estuprador deve morrer. Após alguns dias em O Outro Lado do Paraíso, o ex-delegado afirma que não aguenta mais ficar enclausurado e decide tomar banho de sol. Mas, ao chegar ao pátio, ele dá de cara com detentos de outro pavilhão, que logo percebem a presença do estuprador.

Vinícius morre na prisão em O Outro Lado do Paraíso

Não demora muito e começa a briga entre os detentos no pátio. Um grupo arma um conflito em um canto para atrair os policiais, e a armadilha dá certo! Com Vinícius fora da visão dos guardas, um presidiário chega perto do ex-delegado e o esfaqueia, gritando: "Maldito! Estuprador". Com o grito, um guarda tenta socorrer Vinícius e, ao ver o pulso, decreta a morte do estuprador da novela das 9.

Na próxima cena [VIDEO] de O Outro Lado do Paraíso, a família de Vinícius é informada sobre o crime por Rafael (Igor Angelkorte). Ele explica que estupradores entram para uma espécie de "lista negra" dos detentos, deixando Laura chocada. Já Lorena afirma que, apesar de tudo o que o ex-delegado fez, dói muito a sua morte, pois ela o colocou em um pedestal durante todos os anos do casamento.

Lorena ainda lembra que agradecia o marido por ter se casado com ela, mais velha e com uma filha. Ela finalmente lamenta sua cegueira por tantos anos e parece aliviada que tudo tenha acabado.