A novela ‘’O Outro Lado do Paraíso’’ está sendo um fenômeno de audiência [VIDEO]. O folhetim chega a marcar até mais de 40 pontos na Grande São Paulo e, em breve, terá um embate importante entre Nádia (Eliane Giardini) e Raquel (Erika Januza). A mãe do delegado Bruno (Caio Paduan) nunca gostou da juíza da cidade [VIDEO], mas vai ter que ceder a pressão do filho, após um grave acidente assolar a novela das nove da Globo.

Sophia (Marieta Severo) está irritada pela possibilidade de Clara (Bianca Bin) tirar a guarda de Tomaz (João Figueiredo) de Lívia (Grazi Massafera). Por isso, ela manda que um dos seus capangas atropele a magistrada.

Raquel passará momentos de apuros, mas vai conseguir se livrar da empreitada.

Raquel será cuidada por Nádia, após quase ficar paraplégica em novela das nove

O acidente provocado será muito grave e Raquel ficará entre a vida e a morte. A juíza terá dificuldades de como recomeçar sua trajetória. Ainda no hospital, ela chega a ouvir que corre o risco de ficar paraplégica, mas Mercedes (Fernanda Montenegro) faz um pedido às vozes para salvar a jovem e é ouvida. Nádia sempre foi uma mulher muito racista e, para ela, cuidar de Raquel pode ser visto como um grande desrespeito.

No entanto, o delegado, que também é seu filho, dá bons argumentos para que ela ajude Raquel nesse momento. Ele ameaça prender a mãe por racismo e, caso ela insista na ideia de destratar a futura nora, que ele irá embora de casa, não vendo a mãe para o resto de sua vida.

Raquel sofrerá nas mãos de Nádia, mas aos poucos elas se aproximam em 'O Outro Lado'

O destino parece que realmente está pregando uma peça para ambas as personagens. Elas vão mostrar muito potencial de ataques, mas também de aproximação. Inicialmente, Nádia até diz que vai levar a futura nora para a senzala, mas a juíza fica no quarto de Bruno. A juíza também ataca a sogra. "Já que estou aqui, vou me cuidar, me recuperar. Ficar boa. A senhora, goste ou não, tem que me engolir. Pode me chamar de negra, eu tenho orgulho de ser negra”, afirmará.

“A senhora é que não devia ter orgulho por ser racista", dirá Raquel, dando um bom conselho e, na sequência solicitando que Nádia a sirva. Algumas cenas prometem ser engraçadas, como o momento em que Nádia mente dizendo que sonha ver o filho se casando com Raquel. A juíza diz que um raio pode cair na cabeça da sogra por tantas mentiras.

E você, o que pensa a respeito do assunto? Deixe o seu comentário. Ele é sempre importante e ajuda no diálogo de temas relevantes à sociedade.