O destino do delegado pilantra Vinícius (Flávio Tolezani) está marcado. E o desfecho do personagem será dos mais trágicos da novela até aqui.

O abuso da afilhada

Em breve, a partir das sessões de hipnose aplicadas por Adriana (Julia Dalavia), Laura (Bella Piero), finalmente, descobrirá o motivo de sentir tanto ódio do padrasto. Mais que isso, entenderá a razão pela qual não consegue ter relações com o marido, Rafael (Igor Angelkorte).

A partir de um pedido da irmã, Clara (Bianca Bin), com muita técnica e paciência, Adriana leva Laura a se lembrar de que, dos 6 aos 9 anos, foi abusada por Vinícius enquanto a mãe dela, Lorena (Sandra Corveloni), trabalhava. E a sonsa jamais desconfiou do esposo canalha.

Publicidade

A denúncia

Imediatamente, a vítima, Rafael, Clara e Patrick (Thiago Fragoso) vão à delegacia abrir uma denúncia contra o pedófilo. E, a partir dali, o cerco se fecha contra o estuprador.

Acuado, Vinícius pede a Lorena que implore ajuda de Nádia (Eliane Giardini). Afinal, eventualmente, ela poderia solicitar que o marido, o juiz Gustavo (Luis Mello), o absolvesse da acusação. Mas, a perua racista nada consegue nesse sentido.

Inconformado, Vinícius vai atrás de Clara, pois sabe que ela está com Laura nessa luta para trancafiá-lo. O sacana tira satisfação com a milionária e afirma: a vingança dela não tem sentido! Uma forte discussão tem início e o delegado parte para estrangular Clara, quando Renato (Rafael Cardoso) chega para impedir o pior.

Sem saída

O abusador exige socorro da cúmplice Sophia (Marieta Severo), que ao ser chantageada, sugere que o comparsa se esconda dentro de sua mina. Na sequência, a bruxa das esmeraldas ordena que Rato (Cesar Ferrario) dinamite aquele trecho do buraco para exterminar o mais novo inimigo. O foragido da polícia, mais uma vez, é salvo. Agora, por Mariano (Juliano Cazarré), que barra a ação criminosa da amante. Ao descobrir que seria morto a mando da jararaca, Vinícius pede para avisá-la: se vingará de qualquer forma.

Publicidade

O julgamento

Escoltado por policiais, inclusive o ex-amigo e agora delegado, Bruno (Caio Paduan), o assediador de menores chega ao fórum. E Patrick se apronta para um discurso de acusação daqueles! Extremamente nervosa, Laura dá seu terrível relato ao juiz, diante de um Vinícius odioso e de uma mãe, até aqui, incrédula.

O clima pesa demais, e Patrick e o promotor são contundentes. Lá também estão vários outros personagens, como Clara, Gael (Sergio Guizé), Sophia, Nádia e outros. O advogado do réu insiste que não existem provas efetivas para punir o réu, mas Patrick é bem mais esperto diante dos jurados.

Ele solicita mais um dia para a sequência do julgamento, e Gustavo concede.

É quando o advogado localiza uma mulher, cuja filhinha foi violentada pelo delegado e também encontram inúmeras fotos de meninas no computador dele, além da empregada que era babá de Laura quando ela era criança. A mulher vai desmascarar o patrão no tribunal.

O fim do pedófilo

Lorena também é chamada para depor e implora o perdão da filha.

Vinícius, então, deixa que todas as suas máscaras caiam e grita em alto e bom som que sempre amou Laura como homem, mesmo quando ela era uma criança pequena.

Publicidade

Afirma também que só casou-se com Lorena para ficar perto dela. Diante de tudo isso, ele é encaminhado à detenção.

Ao chegar à cadeia, Vinícius já é alertado por um carcereiro quanto ao risco que ali corre por ser pedófilo: os outros criminosos não perdoam estupradoresm menos ainda pedófilos!

No primeiro banho de sol, uma briga se forma entre um grupo de detentos. Do outro lado, um bandido dá uma facada fatal na barriga do 'parceiro' de 'xilindró'.

É o fim, literalmente, de Vinícius, o pedófilo corrupto!