Existem muitas pessoas no mundo que sonham em ser famosas, [VIDEO] muitas delas tentam obter fama de várias formas e fazem loucuras para isso, inclusive, usar a Religião para criar polêmica. Um dos objetos mais utilizados por eles para chamar a atenção é a Bíblia Sagrada, livro que foi escrito há milhares de anos e que hoje em dia é um símbolo do cristianismo, o mais famoso e o mais lido pelo mundo.

Veja a seguir três pessoas populares que decidiram, de alguma forma, destruir a Bíblia, seja por algum tipo de ódio a Deus ou apenas pela vontade de obter fama:

1 - O roqueiro Marilyn Manson

Marilyn Manson, [VIDEO]que é originalmente chamado de Brian Hugh Warner, decidiu adotar o nome da sua banda há algum tempo.

Além de posar com a Bíblia cobrindo seu órgão sexual, o roqueiro já foi a público em um de seus shows e queimou o livro sagrado. Agora, o que levou o roqueiro a fazer isso, ninguém sabe.

2 - A socialite Day McCarthy

Conhecida por ser polêmica, a socialite Day McCarty é a que mais busca fama através de seus atos. Ela já ofendeu pessoas famosas, inclusive crianças, usando termos racistas e preconceituosos.

Como um tiro de misericórdia, a socialite, em um surto de loucura, resolveu gravar um vídeo rasgando e queimando a Bíblia. Nas imagens, ela aparece lendo um trecho do livro de Salmos, dizendo que estaria mandando um recado para os evangélicos, que, em suas palavras, a chamaram de demônio e que disseram que ela não era filha de Deus.

Depois, ela encerra declarando que deseja que todos os crentes queimem no inferno, entre outras ofensas.

3 - O cineasta Bill Condon

Vencedor de um Oscar obtido por causa do filme Gods and Monsters – Deuses e Monstros, o cineasta Bill Condor foi um dos principais responsáveis pela cena polêmica de homossexulidade introduzida no desenho infantil, ‘A Bela e a Fera’, que foi regravado em 2017.

Em uma entrevista concedida a revista de público gay, ‘Passport’, o cineasta deu declarações para lá de curiosas. Questionado sobre a primeira coisa que faria em um hotel, após um dia exaustivo de trabalho, ele respondeu sem hesitar que rasgaria páginas da Bíblia, assim como o ator Ian Mckellen. E ainda lamentou pelo fato de que, hoje em dia, esse tipo de estabelecimento não disponibiliza mais o livro sagrado nos quartos.

Para quem não sabe, McKellen é o ator que fez Gandalf, na saga ‘Senhor dos Anéis’. O ator, que se declarou gay, já contou certa vez que quando dorme em hotéis, tem o costume de arrancar páginas da Bíblia, em especial as do livro de Levíticos, aonde diz que o homem não deve se deitar com outro homem. Segundo ele, ao fazer isso, ele está combatendo a homofobia.