3

Em comemoração a resistência de 20 anos no mercado fonográfico, a gravadora que, além de independente, é brasileira, comemora com um documentário que mostra toda a trajetória da mesma, prevista para estrear no ano de 2018.

A gravadora brasileira Deck, mais conhecida como Deckdisck, sempre foi conhecida por ser independente

Esse marco se deve a boas parcerias que a gravadora fez no decorrer desses anos todos. Iniciando suas atividades oficialmente em 1998, como distribuidora da Universal Music, a Deckdisck foi fundada por João Augusto, que antes foi diretor artístico da Poligram, da EMIodeon e da Abril Music. João passou por várias gravadoras em diversas funções mas sempre teve o sonho te ter um selo independente, portanto, deu inicio as atividades de sua gravadora brasileira e independente: a Deckdisck.

Pela gravadora, foram lançados artistas como Sorriso Maroto, grupo Revelação, #pitty, Strike João Donato, Fernanda Takai, Teresa Cristina, Vander Lee, Arlindo Cruz, Biquíni Cavadão e muitos outros que fizeram dela a maior #gravadora independente brasileira. No documentário, haverá depoimentos de artistas e todos os colaboradores da gravadora, entre profissionais da indústria fonográfica e participantes ativos da construção da empresa.

Cantora Pitty será destaque no documentário

Depois de dar uma pausa de alguns anos na carreira para se dedicar à filha Madalena, a cantora Pitty continua com força total na sua carreira, em 2018. Vale lembrar que antes de engravidar a cantora realizou um projeto paralelo a sua banda, no ano de 2011, com o nome do projeto batizado de “Agridoce”, com canções inspiradas no ritmo Folk, também lançado pela gravadora.

Depois que teve sua filha fruto de seu relacionamento de 10 anos com o baterista da banda Nx0, Daniel Weksler, a roqueira deu uma pausa na carreira para se dedicar a sua pequena Madalena. Sobre a filha, a cantora é muito discreta e reservada, não apenas em relação à filha, mas também à sua família e sua vida pessoal.

Neste carnaval, a cantora passou em Salvador. Pitty participou do trio chamado “Respeita as mina (sic)”, na última segunda (12), comandado por Larissa Luz, junto com Karina Buhr, com a ideia de mostrar como é a violência contra a mulher. A baiana diz também estar muito feliz em participar do carnaval na Terra em que nasceu segundo diz em seu blog.

No twitter a cantora menciona sobre a necessidade de escrever sobre o que sentiu ao participar do trio

Em seu microblog Pitty afirma que gosta de ser quem é, [VIDEO]e interagir com pessoas que são quem são, cada um na beleza de sua diferença. A cantora nunca deixou de falar o que pensa seja nas redes sociais, [VIDEO]em entrevistas ou em seus shows, a cantora baiana elogia seu companheiro nas redes sociais reconhecendo que é um bom pai. A mulher, que é um dos maiores ícones do #Rock nacional, tem sua homenagem no documentário celebrada pelos fãs.