Sabemos do quanto Nádia (Eliane Giardini) é racista. Desde o comecinho da novela, quando Raquel (Erika Januza) era empregada em sua casa, ela não deixava escapar a chance de dizer que a moça era negra, naturalmente que sempre de forma pejorativa.

Quando Raquel e seu filho se apaixonaram, ela fez de tudo para separá-los e conseguiu. Única e simplesmente por conta da cor da bela mulher.

A volta da ex-empregada como juíza, deu um nó na cabela de Nádia, mas ela nada mais poderia fazer a respeito, exceto novamente interferir em sua união com o filho.

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal Famosos

Depois que ela fez Diego (Arthur Aguiar) se casar com Karina (Malu Rodrigues), para provar para a sociedade de Palmas que ele não era impotente [VIDEO], como acusava a ex-sogra diante de sua recusa em consumar o casamento com a esposa.

Acreditando que sua vida estava voltando, aos poucos, aos eixos, eis que Nádia se depara com um fato que já noticiamos aqui: seu neto nasce negro [VIDEO]! O capítulo irá ao ar no dia 24 de março.

"Não é meu neto!"

A mãe de Diego dirá que é impossível que aquele seja seu neto, que não há negros em sua família e que só pode ser mentira de Karina, já que ela trabalhava no bordel e se deitava com todo mundo.

Indignada, Karina diz para fazerem um teste de DNA, já que ela tem certeza que o filho é mesmo de Diego porque apenas com ele não usou preservativo.

O teste é feito, a loira abre o resultado, seus olhos saltam de órbita: o teste de DNA deu positivo. A criança é mesmo sua neta.

Diego também ficará confuso e perguntará como pode uma criança daquela cor se sua mãe é loira e até Samuel (Eriberto Leão) se meterá na confusão explicando com exemplos: "Em uma família onde todos tenham olhos castanhos, pode nascer um bebê de olho azul, se um dos pais tiverem essa ascendência na família.

Neto de negros

Extremamente tímido, Gustavo (Luis Melo) dirá que sua avó era negra e Nádia ficará ainda mais furiosa e perguntará como ele não disse isso a ela antes.

Ele se defenderá dizendo que ela sempre foi tão racista que ele teve medo de dizer.

O obstetra ainda explicará que o bebê tem tantas características afro-descendentes que apenas um avô ou avó não basta para explicar, que provavelmente há mais negros na família.

É quando Diego questionará sua mãe sobre seu avô. E ela dirá que não lembra dele, mas que tinha uma prima morena (café com leite), mas ela nem se lembrava mais dela até agora.

E o médico fechará a questão: o bebê é negro porque há ascendentes negros na família de ambos!

No dia 26 de março, Nádia dirá que podem colocar o nome que quiserem na criança e apelidará o recém-nascido de "intruso".