O Carnaval pode ser considerado como a maior festa popular em nível mundial, tendo o Brasil como o principal protagonista durante esses festejos, que acontecem em dias específicos dos meses de fevereiro ou março.

Por outro lado, nem tudo é alegria e glamour durante o transcurso do Carnaval. Tanto é assim, que as sensuais e cobiçadas musas das escolas de samba brasileiras [VIDEO]são exemplos do que acontece de fato sob a chuva de aplausos, confete, serpentina; sendo que, as moças sambam em ritmo frenético com o som hipnótico das baterias, exibindo os seus corpos sarados.

Mas todo o brilho e beleza das roupas e fantasias carnavalescas são muitas vezes manchados pelas sandálias que ferem os pés de sangrar das famosas, ou ainda que têm os ombros ralados pelos costeiros das fantasias e até as cabeças feridas por causa das coroas e ornamentos pesados com armações de ferros, tecidos, pedrarias e plumas.

Não foi à toa que a ex-mendigata do programa Pânico, interpretada pela jovem Fernanda Lacerda disse aos repórteres que após o desfile da tradicional escola de samba paulistana Gaviões da Fiel, ela acabou ganhando um galo enorme na testa, o pescoço e as costas ficaram terrivelmente doloridos, ou como ela mesma confessou que se sentiu “atropelada”.

Entretanto, Lacerda disse que faria tudo novamente sem hesitar, devido ao seu amor pelo carnaval. A ex-BBB Cacau Colucci, que foi musa da Dragões da Real, partilha da mesma opinião de Fernanda, muito embora também tenha sido mais uma “vítima” com os pés e ombros feridos.

História do carnaval e suas origens

O carnaval surgiu desde períodos muito antigos da história da humanidade, tratando-se de um festejo bem tradicional que chegou ao Brasil por ocasião da colonização portuguesa.

As raízes pré-carnavalescas, na verdade, remontam a locais como Mesopotâmia (atual do Iraque), Grécia e Roma [VIDEO]; sendo que a palavra Carnaval é de origem latina, cujo significado básico é algo como “retirar a carne”, uma clara alusão acerca do jejum que tinha de ser feito na época da quaresma ou ainda, algo que pudesse controlar os prazeres proporcionados pelo mundo, conforme diretrizes da Igreja Católica. [VIDEO]

No Brasil, especificamente, o Carnaval começou com as festas dos entrudos organizadas pelos colonizadores portugueses baseadas em tradições dos seus escravos africanos.

Logo depois desse período, apareceram os ranchos e cordões, as festas em salões, os corsos e por fim, as escolas de samba. Não podem ser esquecidos também os afoxés, frevos e maracatus.