2

Nascido no Rio de Janeiro, thiago fragoso tem 36 anos, é ator, dublador e o que muita gente não sabe é que ele também é cantor. O ator iniciou sua carreira aos oito anos, em um grupo amador de teatro. Na televisão, ele estreou na série ‘Confissões de Adolescente’, logo depois engatou em ‘Malhação’ aos 15 anos.

O ator, que atualmente faz o personagem de Patrick em o ‘Outro Lado do Paraíso’ [VIDEO], conta que após a novela quer investir em um projeto musical e que já compôs várias músicas, mas que ainda não fechou repertório. Além de atuar, a música é uma das suas grandes paixões. Ele, inclusive, já participou do programa ‘Popstar’, reality da Globo, onde mostrou seu talento com a música.

Thiago conta que já fez também vários musicais e que adora novos desafios.

Atuando como um dos galãs da novela [VIDEO], Thiago diz que seu prestígio aumentou e que constantemente é assediado por homens e mulheres e fica embaraçado com essa situação por ser tímido. E o artista conta ainda que, quando há uma proximidade com respeito, é sempre bem-vinda. Thiago conta ainda que fica emocionado com o movimento dos fãs-clubes do Brasil e que procura atender a todos eles em suas redes sociais, mas que agora anda mais difícil pelo sucesso da novela.

Thiago declara ainda que o momento mais difícil de sua vida foi quando se acidentou em um espetáculo musical, quando caiu de uma altura de 5 metros enquanto encenava em um voo musical e os cabos de aço que o sustentavam se romperam. O ator teve múltiplas fraturas em seis costelas e hemorragia interna, precisando ter que fazer até hoje exercícios específicos para não sentir dores.

O sucesso de Patrick

Em uma entrevista para ‘O Dia', Thiago conta que o sucesso de seu personagem é tão grande que as pessoas que o encontra na rua pedem para que Patrick, seu personagem, fique com Clara (Bianca Bin). Ele diz que também quer que fiquem juntos, mas só o autor (Walcyr Carrasco) decidirá o futuro dos dois.

Um dos principais temas da novela é o empoeiramento feminino e Thiago afirma que a igualdade salarial é importante, sendo que tantas mulheres brasileiras são mães de família e fica evidente essa situação. Ele torce para que esse tema repercuta uma discussão com relação a esses assuntos e tantos outros, como também a violência doméstica.

Vivendo no Rio de janeiro até hoje, Thiago conta que sofreu muitas violências urbanas, inclusive assalto à mão armada e também já sofreu inúmeras tentativas de assalto. E quando mais novo morou em uma região no Rio de Janeiro onde balas perdidas eram frequentes, obrigando sua família se mudar.