As redes sociais [VIDEO] ficaram bastante movimentadas nesses últimos dias por causa de um suposto vídeo envolvendo o jornalista e apresentador da Rede Globo, Rodrigo Bocardi, de 42 anos. No vídeo, o homem, que seria o apresentador que comanda o jornal “Bom Dia São Paulo”, aparece completamente nu e em atos obscenos.

O caso acabou repercutindo em todo o País, pois o profissional é alguém bastante popular, cogitado como um dos mais prováveis a assumir o lugar de William Bonner, no ‘Jornal Nacional’.

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal Famosos

Diante de tudo, o jornalista decidiu se manifestar e acionou sua equipe de advogados para tratar sobre o assunto. Segundo ele, os advogados irão atrás do verdadeiro responsável pela divulgação do vídeo, pois para ele não passa de uma infâmia envolvendo o seu nome [VIDEO].

Vale ressaltar que o Rodrigo Bocardi sempre passou uma imagem profissional diante das câmeras e isso o fez ganhar destaque nos últimos anos, assumindo grandes trabalhos na emissora. Segundo as primeiras informações, o responsável pela divulgação do vídeo íntimo seria um assessor de imprensa, que também é ligado a Famosos da televisão

Ainda segundo informações, o assessor possui pouco mais de 20 mil seguidores no Twitter e conta com um público bastante assíduo em saber fofocas dos famosos. A informação foi repassada pelo portal de notícias ‘UOL’, que também afirma que o vídeo vazado se trata de algo antigo que já circula na web desde 2016, mas agora tomou proporções maiores.

Assessor confessa que recebeu vídeo íntimo no WhatsApp

O assessor de imprensa acusado pela propagação do vídeo foi procurado por alguns jornalistas para esclarecer as supostas acusações.

Em entrevista via mensagens na web, ele confessou que de fato recebeu o vídeo em seu WhatsApp, porém, não compartilhou com mais ninguém e que não seria o responsável pela propagação.

O vídeo voltou à tona no último sábado (17), e no domingo (18) a internet já estava bastante movimentada sobre o assunto. O vídeo foi um dos mais pesquisados no Google, porém, já rodava em milhares de grupos através do WhatsApp. Somente após o vídeo se tornar viral o jornalista foi procurado por colegas da imprensa para explicar sobre o ocorrido.

Alguns amigos do jornalista chegaram a comentar que tudo não passava de uma montagem, que no momento que apareciam as partes íntimas, não se tratava do jornalista. Tudo teria sido produzido com o intuído de derrubar a carreira de sucesso do comunicador.