O apresentador Evaristo Costa é um dos nomes mais conhecidos da televisão. Ele, durante anos, esteve à frente do 'Jornal Hoje', mas acabou deixando a atração para seguir uma carreira internacional [VIDEO]. No entanto, parece que resta uma certa rixa entre Costa e sua ex-emissora. Nesta sexta-feira (2), por exemplo, o ex-colega de Sandra Annenberg deu o que falar quando fez um ataque ao antigo canal. Evaristo usou suas redes sociais para zombar a campanha 'O Brasil que eu Quero', que traz jornalistas do canal, incluindo o mais famoso, William Bonner, ensinando os telespectadores a usarem os seus celulares na horizontal.

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal Famosos

Globo tenta convencer telespectador a fazer vídeo com celular deitado e até Evaristo Costa tira sarro

O canal da família Marinho tem dedicado boa parte da sua programação para dar uma 'aulinha' de como um vídeo com celular deve ser gravado.

A emissora carioca é vista de má maneira por parte dos telespectadores, que já estão desconfiando do porquê de o canal ter insistido tanto em ensinar a fazer um simples vídeo. Alguns falam que a ideia da Globo é que o telespectador trabalhe de graça, enquanto outros fazem outras avaliações. Na tarde desta sexta, Evaristo Costa postou um vídeo em que aparece deitado, com o celular filmando na vertical e brinca com a campanha de sua antiga emissora: "Já entendi, celular deitado."

William Bonner comemora vídeo feito por telespectador da maneira 'correta' durante o 'Jornal Nacional'

Nesta quinta-feira (1), durante uma interação com a garota do tempo, Maria Júlia Coutinho, William Bonner decidiu comemorar o fato de um telespectador ter enviado um vídeo da maneira correta, feito na horizontal. Hoje boa parte do material que nutre os telejornais vem de telespectadores, o que explica a campanha criticada da Globo.

Os vídeos na vertical não ficam bem na telinha.

Público critica campanha 'Brasil que eu Quero', da Globo

Nas redes sociais, a campanha 'O Brasil que eu Quero' é criticada. A intenção inicial do projeto era que os telespectadores enviassem vídeos dizendo o que queriam ver no nosso país, porém o público resolveu inovar. Em vez do proposto, os brasileiros gravaram diante de lugares que precisam de melhorias, como lixões, hospitais lotados, ruas esburacadas ou sem pavimentação, etc. Criou-se assim a corrente 'O Brasil que eu Não Quero', mostrando o país como ele realmente é. A Rede Globo ficou surpresa com a reação do público, porém William Bonner incentivou os envios, dizendo que todos os vídeos serão aceitos.