A youtuber Isabelly Cristina Santos [VIDEO] foi assassinada no Paraná. Após sua morte cerebral decretada, seus familiares doaram seus órgãos. O recebedor do fígado de Isabelly, não reagiu bem a cirurgia e veio a óbito, nesta segunda-feira (19).

O transplante, que foi realizado na última quinta-feira (15), em Curitiba, no Hospital Nossa Senhora das Graças, foi apenas um dos quatro órgão doados da menina pela família.

O nome do paciente que recebeu o fígado da youtuber [VIDEO]não foi revelado. O hospital, em nota, lamentou o ocorrido e disse estar solidário a família diante do óbito.

A cirurgia, considerada de alta complexidade pelos médicos, tem de 20 a 30% de mortalidade nessa instituição, conforme informou o hospital.

Mesmo com esse índice de mortalidade para transplantados de fígado, o resultado do sucesso ou não do processo cirúrgico está dentro do prazo previsto pelos cirurgiões.

No dia do ocorrido, Isabelly voltava de uma gravação para seu canal, em que fez uma entrevista com MC Gustta, no balneário Shangri-la. O canal da jovem é o "Isa Top Show", no YouTube. Ela foi atingida com um tiro no olho, efetuado por Everton.

Advogados de defesa e acusação bateram boca

O crime

A adolescente, de apenas 14 anos, conhecida como Isa, foi baleada por volta das 2h, do dia 14 de fevereiro. O fato ocorreu no Pontal do Paraná, entre as localidades de Balneário Ipanema e Praia do Leste.

Ela estava no banco de trás de um veículo, onde também estava sua mãe, um amigo e o pai do amigo, Hebert Luiz Felix, que conduzia o automóvel.

Segundo Hebert, ele perdeu o controle do veículo quando tentava não colidir com outro carro que estava na sua frente. Ele contou que fez o retorno para pegar a via em direção a sua residência, porém, o carro que lhe ultrapassou parou e um homem fez disparos em sua direção.

Everton, autor dos disparos, confessou a polícia seu ato e disse ter sido em sua defesa. O suspeito afirmou achar se tratar de um assalto e disparou contra o carro da vítima.

No carro, estavam Everton, o motorista Cleverson, irmão do atirador, e familiares. Segundo ele, haviam 7 pessoas dentro do veículo, incluindo crianças. Veja a versão do atirador.

A polícia marcou para quinta-feira (22), às 7h, a reconstituição do crime. Os irmãos, Everton e Cleverson, passaram por interrogatório oficial com a polícia na sexta-feira e no domingo foram transferidos para a Delegacia de Matinhos, como medida preventiva de segurança.