A socialite Renata Banhara deu uma entrevista nesta sexta-feira (22) ao programa 'A Tarde é Sua', da RedeTV!. [VIDEO] À apresentadora Sônia Abrão, Renata contou que o seu marido, que até agora não teve o nome identificado, não só a espancou, como também tentou matá-la. Isso teria acontecido através do estímulo ao suicídio. [VIDEO] O marido teria mandado Renata pular da sacada do prédio onde mora com a socialite e dito que ninguém mais a ama. As agressões ocorreram, justamente, quando Banhara mostrava melhora diante da luta contra um bactéria. A famosa quase morreu por conta da infecção.

Em entrevista, Renata Banhara revela que não conhecia de verdade marido agressor

A revelação das pancadarias que Renata sofreu já tinham sido narradas no programa vespertino da RedeTV! um dia antes dela, ao vivo, dar mais detalhes sobre o assunto.

Por telefone, ela contou como essas agressões teriam ocorrido. Ela alega que, para não deixar marcas, o marido teria dado socos em sua cabeça, justamente onde ela fez a cirurgia contra a superbactéria, o que, acredita-se, pode até atrapalhar a sua recuperação. Banhara explica que o companheiro mudou a forma de agir com ela assim que ela descobriu que ele a traia e que, durante todos os anos que esteve junto com ele, o comportamento era completamente outro.

Marido espanca Renata Banhara e a manda pular de prédio: 'Agora pula'

Após chutar, esmurrar e até tacar um celular na cabeça de Banhara, o companheiro dela teria dito que ninguém amava a loira, nem mesmo os filhos. O companheiro da modelo teria falado que tudo estava completamente perdido. O homem que é casado com a famosa disse ainda que ela deveria pular do prédio.

A indução ao suicídio, acredita Renata, teria sido um jeito dele se livrar dela sem levantar grandes suspeitas.

Marido trancou Renata Banhara em quarto e a mandou se suicidar

Ele a teria trancado dentro do quarto, quando essa indução aconteceu. O marido passou vários minutos falando que ela precisaria se jogar, com pressão psicológica, enquanto o filho procurava a chave reserva nesse meio tempo. Quando achou, ele abriu o quarto e a tirou de lá. Um dia após o ocorrido, foram à delegacia a vítima e o seu filho denunciar o empresário.

Previna-se contra o suicídio!

No Brasil, contra o suicídio existe o trabalho do Centro de Valorização da Vida, o CVV. Para entrar em contato, basta ligar para o 141, o telefone é gratuito e pode ser feito de qualquer lugar do país.