Mesmo com a alta audiência e entre outras qualidades, como, por exemplo, excelentes atores, ótima trilha sonora e cenários maravilhosos, O Outro Lado do Paraíso [VIDEO], a novela de Walcyr Carrasco [VIDEO] é muito criticada por diversos telespectadores, devido aos seus gigantescos erros. Não só erros nas gravações exibidas, como também no roteiro. Confira alguns dos piores erros no roteiro dessa trama:

Nádia e o racismo entre outros assuntos

Sabemos que o racismo existe no Brasil, assim como em outros diversos países, porém, na realidade, o texto é na verdade muito grosseiro e sem sutileza alguma.

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal Famosos

A personagem Nádia, na trama de Walcyr, não perde a oportunidade de maltratar e humilhar a ex- empregada Raquel, mesmo após ela ter se tornado uma juíza. Mesmo assim, a personagem Nádia passa a trama repetindo que não é racista, o que não condiz com suas palavras e ações na Novela.

Por outro lado, ainda temos a participação da personagem no núcleo dos cabeleireiros gays, o que a torna cômica. Sem falar que este núcleo também contém seus erros, onde os profissionais são representados com uma caricatura de péssimo gosto.

Gael agride as mulheres por ser vítima de um espírito maligno

Entre diversos erros que nos deparamos nessa novela, ainda temos mais essa, que é de longe uma das piores, um espírito maligno seria o responsável por todas as maldades cometidas por Gael? Já pensou se a moda pega? Enfim, já vimos Gael cometer diversas atrocidades no decorrer da novela, como por exemplo, violentar a própria esposa Clara, na noite de núpcias, agredir outras mulheres e ameaçar jogar outro personagem de um penhasco, além de outras maldades. Porém, na segunda parte da trama, o comportamento violento, mimado e desequilibrado de Gael foi empurrado para debaixo do tapete, e a grande justificativa de tudo que ele fez na novela seria culpa um espírito.

Como se não bastasse este erro, a trama ainda contou até com exorcismo. Inacreditável.

Duda, Adriana e o reencontro

A personagem Duda abandonou sua filha Adriana com aproximadamente dez anos de idade, quando acreditou ter matado seu amante e ainda fingiu sua morte. Após uma década, mãe e filha se reencontraram graças ao advogado Patrick, que chamou Adriana para auxiliar no caso de Duda. Mas a gafe da história é que a garota não reconheceu a mãe. Enfim, a garota nunca viu nenhuma foto da mãe ou um vídeo ao longo dos anos? Surreal, na verdade, não é? E seria tão impossível reconhecer a mãe por ela estar mal vestida e com o cabelo descuidado?

Gostou do artigo? Compartilhe com os amigos e em suas redes sociais [VIDEO].