Na tarde desta sexta-feira (2), segundo a assessoria de imprensa da Coordenadoria de Polícia Pacificadora (UPP), policiais faziam a ronda e abordagem de rotina no Morro da Babilônia, localizado entre os bairros de Botafogo, Urca, Leme e Copacabana, na Zona Sul da cidade do Rio de Janeiro.

Durante a incursão da equipe da UPP, na rua do Rosário, que aconteceu durante a tarde, os agentes de segurança não encontraram nenhum tipo de resistência, nem qualquer tipo de contravenção. Contudo, ao verificarem se havia alguma pendência judicial para ser cumprida na região, como por exemplo, mandatos de prisão em aberto, localizaram um pedido de detenção contra o ator Darlan Cunha, por lesão corporal e violência doméstica [VIDEO].

Ele foi detido e encaminhado para 12ª Delegacia de Polícia localizada no bairro de Copacabana.

Violência doméstica

De acordo com o portal de notícias online, 'TV e Famosos’, Darlan que ficou nacionalmente conhecido por dar vida ao personagem Laranjinha, na série "Cidade dos Homens", foi preso sob a acusação de agressão física e cárcere privado; saiba mais.

Darlan foi denunciado no ano de 2013 pela sua namorada, na ocasião o inquérito foi instaurado na 15ª DP do Rio de Janeiro, localizada no bairro da Gávea. Depois da denúncia as investigações para apurar as lesões corporais de acordo com a Lei Maria da Penha.

Contudo, aproximadamente um mês depois da instauração do inquérito, a namorada do ator [VIDEO]procurou a delegacia para retirar a denúncia, a jovem tinha apenas 16 anos e se disse arrependida por ter acusado o namorado por agressão, segundo o advogado Marivaldo Sena, a garota foi até a polícia e contou uma outra versão sobre o que realmente havia acontecido.

Entretanto, como a acusação foi aceita com base na Lei Maria da Penha, a denúncia não pode ser retirada nem mesmo pela vítima, sendo assim o inquérito continuou em aberto.

Laranjinha

Darlan faz parte do elenco da série global 'Cidade dos Homens' que estreou no ano de 2002 e a temporada mais recente foi ao ar em janeiro de 2018. O ator publicou um vídeo em seu perfil no Instagram onde afirmou que estava bem e não deu maiores detalhes. "De rotina sendo encaminhado para a delegacia! Por atitude suspeita".

Violência contra mulher

Segundo o site da revista 'Exame', aproximadamente 503 mulheres são agredidas por hora no Brasil. Estes números mostram a realidade cruel em que vivem milhares de mulheres em todo o país. Além das vítimas que denunciam e que engrossam as estatísticas, existem aquelas que não têm coragem e nem mesmo condições de procurar ajuda ou mesmo de realizar a denúncia. As agressões mais graves ocorreram dentro da casa das vítimas, em 43% dos casos, ante 39% nas ruas.