Ed Westwick foi protagonista do seriado americano Gossip Girl. Seu papel era de um garanhão da elite de Manhattan chamado de Chuck Bass, nas palavras da própria série, o “rei do jogo de xadrez”. O show recebeu diversas nominações a prêmios e ganhou 18 Teen Choice Awards e, não obstante ao sucesso do seriado, diversas polêmicas cercaram o elenco. A mais recente envolve Westwick e uma acusação muito grave de assédio sexual [VIDEO]. Apesar de ele ser o epicentro de toda essa comoção, ele não está sendo diretamente processado, mas a denúncia prevalece. Ed, por sua vez, nega veementemente qualquer envolvimento com as vítimas através das mídias sociais.

A denúncia de estupro contra Ed Westwick

A estilista Haley Camille Freedman, conforme relata o TMZ, se viu presa dentro da casa de Ed Westwick após uma festa. Lá ela teria sido drogada e forçada a manter relações sexuais [VIDEO] com o ator por dois dias. Incapaz de saber que horas eram e sem qualquer senso de direção (tanto por conta das drogas quanto pela falta de comunicação com o mundo exterior), Hayley teria sido abusada, machucada e ferida.

Curiosamente o processo que Hayley está movendo não traz Ed como réu. Apesar de essa não ser a primeira acusação de cativeiro e estupro para Westwick, a estilista preferiu processar membros da equipe do ator que, além de serem coniventes com o estupro, fizeram força para impedir que uma matéria jornalística que o expõe fosse ao ar.

Desdobramentos do caso

Esses relatos, por sí só, já tem um poder enorme: eles fazem com que pessoas que passaram por situações parecidas quebrem seu silêncio e tragam à tona todos os abusadores protegidos pelos véus da grande mídia. Kevin Spacey e o produtor Harvey Weinstein são astros que tiveram seus nomes riscados das telonas por denúncias semelhantes, e isso é apenas o começo do que parece ser uma nova fase da polêmica em Hollywood.

Para Ed Westwick as coisas não poderiam ser piores. A minissérie Ordeal By Innocence será completamente refeita pela produtora britânica BBC, para que o ator não apareça. Em seu lugar ficará Christian Cooke. Aparentemente sua participação na comédia White Gold também foi cancelada.

Através de um post no Facebook, Ed diz:

“É muito triste para mim ver que como resultado de duas acusações não verificáveis e provavelmente falsas, alguns nesse ambiente puderam tirar a conclusão de que eu tive algo a ver essa conduta vil e horrorosa. Eu definitivamente não tive e estou cooperando com as autoridades para que meu nome seja limpo o mais rápido possível.”