Um dos maiores humoristas do Brasil é Carlos Alberto de Nóbrega. [VIDEO] Ele ficou consagrado após ter feito vários formatos de sucesso ao longo da sua carreira. Nessa semana, no entanto, o dono do programa 'A Praça é Nossa', do SBT, decidiu falar algumas coisas que estavam entaladas na sua garganta. A celebridade argumentou sobre o período em que passou na Rede Globo de Televisão, revelando segredos considerados sombrios para muita gente. Em seguida, Carlos Alberto de Nóbrega explicou por que não trabalharia mais no canal. [VIDEO] A conversa foi feita em uma entrevista exclusiva à jornalista Leda Nagle, que agora atua no Youtube.

Carlos Alberto fala sobre a TV Globo e rejeita emissora

Muita gente pode não lembrar, mas no passado Carlos trabalhou na Globo.

Ele chegou a fazer parte do humorista 'Os Trapalhões', tanto como ator, como também no papel de redator. No entanto, ressuscitando o projeto do pai, 'A Praça da Alegria', que também chegou a passar na emissora carioca, ele engrenou o produto solo na TV Bandeirantes. Menos de um ano depois do feito, Silvio Santos, empolgado com o projeto e antigo amigo do pai de Carlos, Manuel de Nóbrega, convenceu o comediante a fazer 'A Praça no SBT'.

Nóbrega diz que Globo não gosta de 'A Praça é Nossa' por 'roubar' sua audiência

Na entrevista à Leda Nagle, Nóbrega confidenciou que a relação dele com a Globo sempre foi tensa. Isso porque, muitos podem não saber, mas a emissora odiaria o programa dele. Tudo porque, em diversas oportunidades, a Globo se viu atrás do SBT, mesmo diante de um produto tão tradicional.

'A Praça é Nossa' já está no ar há mais de 30 anos no SBT e faz parte da história do canal. O produto, mesmo com um formato semelhante que dura décadas, parece que não fica velho e continua a revelar grandes humoristas. Vera Verão, Velha Surda, Golias, Moacyr Franco e, mais recentemente, a menina Nina, foram alguns dos artistas que fizeram barulho em 'A Praça é Nossa'.

“A Globo não engole a ‘Praça’. Quase toda semana a ‘Praça’ fica meia hora, 40 minutos em primeiro. Quando acaba a parte séria e entra a de humor da Globo, a gente ganha”, revelou ele, que com mais de 80 anos de idade, ainda consegue escrever todo o roteiro de 'A Praça é Nossa' sozinho e faz muito mais, como por exemplo, gravar todas as falas. É bom lembrar que o comediante interage com todos os comediantes.

Em seguida, o humorista lembrou de um momento traumático, a morte do pai. Ele lembrou que o canal carioca colocou, sem sua autorização, outra pessoa no banco de 'A Praça'. Luis Carlos Miele assumiu a função. O comediante confessou que isso o fez sofrer muito. #Carlos Alberto de Nóbrega #Famosos