Os últimos episódios foram marcados pela morte do Carl, que foi antecipada no final da primeira parte da oitava temporada de The Walking Dead. Os fãs aguardavam ansiosamente o retorno da temporada com o coração na mão e mil e uma teorias a qual justificasse que o personagem sobreviveria de alguma forma à mordida que tinha levado de um zumbi.

O clima foi de muita tristeza e insatisfação pela parte dos fãs. Perder um personagem que nas histórias em quadrinhos, a qual origina a história da série, tem uma forte e magnífica influência no andamento do enredo e sendo até o candidato perfeito para a substituição de Rick Grimes, caso viesse a morrer.

Publicidade
Publicidade

Era de se esperar isso na série, que o pequeno Carl, que os fãs da série acompanham o crescimento desde 2010, substituísse seu pai no momento ideal. Mas a quebra de expectativa foi grande. Segundo o showrunner Scott Gimple, a justificativa para sua morte foi bem simples: ele queria pegar causar um impacto nos fãs da mesma forma que os quadrinhos impactam, mas com o elemento surpresa.

Como a série é originalmente baseada nas HQs de Robert Kirkman, o criador de The Walking Dead, por mais que as cenas adaptadas para a TV sejam impactantes, elas não contêm o elemento surpresa.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Seriados

Assim como foi na morte de Glenn, que por mais que tenha chocado e a expectativa para que ele continuasse vivo após Abraham levar a primeira tacada existisse, o elemento surpresa não existia. Já se sabia que na história original Glenn morria ali, naquele dia.

Isso que Gimple quer fazer, causar um impacto nos fãs com a mesma história, mas sem a possibilidade de previsão. Ou seja, todo mundo pode morrer e a promessa é de que grandes mortes estão vindo.

Publicidade

Após a morte de Carl, Chandler Riggs aproveitou o momento para revelar que o erro em uma cena que gravou foi proposital da parte dele.

Durante a sétima temporada, o não mais pequeno e agora morto Carl, foi visto mirando o rifle com seu olho direito. Só que, o personagem levou um tiro no olho na sexta temporada, o qual, literalmente, deixou um buraco enorme no lugar do seu olho e ele enxerga apenas com o esquerdo.

O erro, como era de se esperar, gerou um monte de piadas nas redes sociais, mas o ator admitiu ter colocado a arma no ombro direito de propósito. Segundo ele, era "muito esquisito" mirar com o olho esquerdo e decidiu: "Era muito estranho, então eu pensei... Quer saber? Esquece a continuidade. Isso é ridículo."

E deu no que deu. Erros como esse já aconteceram anteriormente na série. Outro personagem que também tinha perdido um olho, que conheceu uma espada afiada, o usou para mirar com uma metralhadora.

Publicidade

Mas será que também foi proposital? Não se sabe. Mas o de Carl foi.

A oitava temporada de The Walking Dead está sendo exibida aos domingos no canal pago Fox, às 23h30.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo