A banda norte-americana Pearl Jam, que se apresentou no Rio de Janeiro na noite dessa quarta-feira (21), é bastante conhecida por suas convicções políticas. Sempre por dentro das mazelas dos países para os quais levam suas apresentações, a banda aproveitou o ensejo de sua vinda ao país para o festival Lollapalooza para apresentar-se também na capital fluminense, que, atualmente, vive um dos momentos mais conturbados de sua história.

A banda Pearl Jam também é conhecida pelos cartazes temáticos que costuma fazer para seus shows.

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal Música

Foi justamente um destes cartazes que tornou a apresentação do grupo no Rio um dos assuntos mais comentados nas redes sociais esta semana.

A arte é do ilustrador Ravi Amar Zupi.

Nela, pássaros da fauna brasileira (um tucano, uma arara e um bem-te-vi) aparecem armados com metralhadoras. Ao fundo da imagem, o desenho de uma favela completa a crítica explícita a atual situação de insegurança que tomou conta do Rio de Janeiro.

Confira abaixo:

O artista Ravi Amar Zupi conta que se inspirou no pintor Hieronymus Bosch para criar a peça. Zupi desenha animais armados com frequência em várias de suas obras.

A arte do cartaz dividiu opiniões nas redes sociais. Alguns fãs adoraram o modo como a banda se posicionou a respeito e relembraram outros momentos da trajetória do grupo nos quais seus membros se mostraram engajados e conscientes com as problemáticas dos locais de suas apresentações.

Um internauta comentou: ''Da última vez que estiveram no Brasil, foram extremamente críticos com a tragédia de Mariana''.

O mesmo internauta aproveitou seu comentário para frisar que o Pearl Jam não se ocupa somente em apontar os problemas de outros países, mas que também apontam problemas de seu próprio país.

Em 2005, a banda veio ao Brasil e declarou que, na próxima vez que voltasse, o mundo seria um lugar bem melhor, já que George Bush teria deixado a presidência dos Estados Unidos.

Por outro lado, teve quem achou que a banda foi infeliz na divulgação da peça: ''Sou fã das músicas da banda, mas acredito que a imagem simboliza uma crítica a intervenção militar. Desconhecem nossa realidade'', escreveu outro internauta, que frisou que, apesar do que a banda pediu que fosse escrito complementar o pôster, não acreditava que o texto fosse verdadeiro em suas intenções.

O texto ao qual o internauta se refere está publicado no Instagram da banda:

Nele, a banda explica que a peça é, na verdade, uma homenagem ao Rio de Janeiro, sobretudo aos habitantes das favelas, que, embora sejam vítimas de uma ''desigualdade obscena'', encontram um jeito de construir suas ''cidades'' sobre as montanhas.

A banda chegou a ser apontada como representante da chamada ''esquerda caviar'' em razão do cartaz. Um internauta sugeriu que o frontman Eddie Vedder ''aprendesse algo'' com o frontman do Metallica, James Hetfield.

Durante a apresentação, a banda fez também um discurso em favor da igualdade de gênero. ''Só os homens fracos não apoiam as mulheres'', disse Vedder. O público não só aprovou a iniciativa como ficou verdadeiramente extasiado pela iniciativa.

A banda Pearl Jam se apresenta neste sábado (24) no Lollapalooza 2018, em São Paulo.