Nos próximos capítulos de O Outro Lado do Paraíso, Nádia e Bruno terão uma conversa séria. Tudo começará quando Nádia tiver certeza de que o filho de Karina é seu neto. A partir daí a cabeleireira começará a paparicar a criança e tratá-lo com todo o amor do mundo. Depois que Karina vai embora, Nádia fica com a criança, que acaba virando um filho para ela, já que Diego está fora a maior parte do tempo.

O amor de Nádia pela criança acaba revoltando Bruno, não pela mãe aceitar o seu sobrinho, mas pelo fato dela gostar de uma criança negra que é filha de uma prostituta e sempre ter feito de tudo para separá-lo da ex-empregada da casa, que também é negra, sendo este o motivo principal do ranço da cabeleireira.

Bruno então confronta a mãe e diz que ela deve ir com ele pedir desculpas para Raquel por ter sido racista. Nádia argumenta que nunca tratou a moça mal e que depois que ela sofreu o acidente e ficou vivendo em sua casa por um tempo, foi muito bem tratada por ela. Bruno diz que a mãe precisa se desculpar com Raquel, pois fez de tudo para separá-lo, pelo simples fato que não gostava da cor da juíza.

A mãe nega que tenha sido racista com a namorada do filho, mas Bruno lembra que ela chamava a moça de miss quilombola, causando divertimento na cabeleireira.

Bruno ameaça, dizendo que se a mãe não se desculpar com Raquel, ele irá embora de casa. Ela então aceita ir no apartamento de Raquel.

Chegando lá, Nádia vê o belo sofá da ex-empregada e elogia, dizendo que no quilombo não devia ter algo tão bonito e confortável. Bruno se irrita e diz que foi um erro levar a mãe no local, sugerindo que ela vá embora. Nádia diz que não resistiu e pede perdão para Raquel. Diz que aprendeu que a cor da pessoa não deve ser motivo para julgá-la e pergunta o que a juíza quer que ela faça para ser perdoada.

Vai ficar por fora de assuntos como este?
Clique no botão abaixo para se manter atualizado sobre as notícias que você não pode perder, assim que elas acontecem.
O Outro Lado Do Paraíso

Raquel diz que a sogra não precisa fazer nada e pede um abraço. Nádia fica sem jeito e abraça a juíza. As duas se comovem, trocam palavras de paz e Bruno assiste a tudo satisfeito, pois sente que finalmente poderá ficar com a moça que por muito tempo viveu no quilombo, sendo descendentes de escravos.

Renato e Fabiana voltam para destruir Clara

Nesta semana, Renato e Fabiana farão um pacto e se casarão. Os dois começarão a se preparar para enfrentar Clara, até que o grande dia chega, já nos capítulos da semana seguinte.

Fabiana chama Clara de ladra e Patrick de traidor. A moça promete mandar a moça para a prisão e Renato se diverte com a situação, contribuindo para o medo de Clara.

A mãe de Tomaz entrará em desespero, pois embora Beatriz tenha lhe doado os quadros que a tornaram milionária, por lei a doação não tem valor, pois Beatriz estava interditada e a repartição de herança não funciona desta maneira no Brasil, em que o proprietário dos bens dispõe de apenas metade do patrimônio para dar a terceiros, sendo a outra metade pertencente aos herdeiros necessários.

Além disso, para ter os quadros Clara furtou as obras de arte da casa de Fabiana, o que torna a sua situação ainda mais crítica.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo