A cantora Anitta tem enfrentado na Justiça uma ação movida por sua ex-empresária, Kamila Fialho, na qual a funkeira foi condenada a pagar o equivalente a R$ 3.000.000,00. Anitta já recorreu duas vezes da sentença, tendo os recursos negados. Nesta terça-feira (13), uma nova informação sobre o caso tomou conta da mídia.

Segundo a assessoria de imprensa da cantora, os defensores que representam Anitta na ação alegaram uma postura de parcialidade da juíza à frente do caso. Em razão disso, o processo movido por Kamila está temporariamente suspenso.

Anitta acusa juíza à frente de uma ação movida na justiça contra ela de parcialidade

Que Anitta faz muito sucesso no Brasil, não é novidade para ninguém.

A cantora também está ganhando espaço na mídia internacional, tendo já participado de diversos clipes de cantores internacionais, bem como realizado inúmeros shows fora do Brasil. Entretanto, o que poucos sabem é que a funkeira está enfrentando um difícil processo na Justiça, que fora movido por Kamila Fialho, sua ex-empresária, que pleiteia a multa referente à sua rescisão de contrato antecipada.

Ação contra Anitta ficará suspensa até que sejam julgadas as suspeições impetradas pelos advogados da cantora

Segundo a defesa da cantora, a juíza à frente do caso estaria agindo com parcialidade em relação ao julgamento das questões referentes à ação na qual Anitta é ré. A partir de agora, o processo só será retomado depois de julgadas as suspeições e a representação impetradas no Conselho Nacional de Justiça. Segundo o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, a decisão referente aos fatos ainda não está disponível

Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro determinou pagamento de R$ 3.000.000,00 a Kamila Fialho

Nesta terça-feira (13), a 9ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro divulgou a decisão favorável à ex-empresária de Anitta, condenando a funkeira a pagar o montante de R$ 3.000.000,00.

Caso o pagamento não ocorra, a cantora pode ter os bens bloqueados.

Leonardo Gomes, representante legal de Kamilla, afirma que o valor é referente ao não pagamento de uma multa devido à quebra de contrato da empresária. Ele ainda salientou que esse montante é apenas uma parte do valor requerido por sua cliente. Ao todo, seriam cerca de R$ 14.000.000,00 em jogo, além de perdas e danos referentes à empresa K2L, pertencente a Kamila. Conforme consta, o contrato foi quebrado faltando 5 anos para o seu término.

Leia também

As lembrancinhas de maternidade das gêmeas de Ivete Sangalo são um mimo só [VIDEO]

The Walking Dead: autor fala sobre a possibilidade de morte de Rick na série [VIDEO]

A vida de Hope Mikaelson, filha de Klaus e Hayley, será contada em novo spin-off [VIDEO]