Elvis Presley não morreu! Os fãs do eterno Rei do Rock, que oficialmente faleceu em 1977, durante anos, disseram essa polêmica afirmação. [VIDEO] Nascido em 1935, o artista viveu pouco mais de 40 anos de forma intensa e conseguiu fazer com que o seu nome ficasse para todo o sempre na memória de milhares de pessoas mundo afora. Nesse ano, no entanto, o falecimento de Elvis levou a mais uma polêmica. [VIDEO]

Isso porque, segundo um documentário feito sobre a obra do músico, ele teria cometido suicídio. A afirmação foi feita por Priscilla Presley, que é a viúva do homem que mudou a história da música para todo o sempre.

Overdose de Elvis Presley teria sido suicídio, diz viúva do cantor 41 anos depois de sua morte

Atualmente, Priscilla está com 71 anos de idade.

Ela conversou com os cineastas que gravam o documentário '#Elvis Presley: The Seacher' sobre como foram os últimos dias do cantor. No entanto, durante suas revelações, o objetivo era conectar a história do grande rei do rock com a cidade de Memphis, nos Estados Unidos. Oficialmente, o ídolo das multidões, que ficou famoso pela voz e gingado únicos, teria falecido de overdose medicamentosa.

Ou seja, ele tomou muitos remédios e isso foi o suficiente para que partisse da vida e entrasse na história. Para Priscilla, o cantor sabia o que estava fazendo e claramente cometeu um suicídio. A história dos médicos legistas, que apuraram a causa da morte, seria apenas uma forma de amenizar que o ídolo de diversas décadas não estava mais aguentando a pressão e tirou a própria vida.

Elvis Presley abusou de remédios no dia da sua morte e viúva lamenta suicídio

Priscilla ainda lembra que, por diversas vezes, ela e outros parentes e amigos conversaram com o cantor, mas que ele não era capaz de ouvir ninguém.

As pessoas, segundo a viúva, avisavam que, caso Elvis Presley errasse a dose dos remédios, que poderia acabar tirando a própria vida. A informação dada pela viúva do artista acabou ganhando espaço em toda a mídia e dividiu os fãs, que acham, no geral, desnessária, abordar uma tragédia pessoal como essa tantos anos depois.

Cartas indicam que Elvis Presley contemplava suicídio por estar 'cansado da vida'

Duas cartas divulgadas a público há poucos meses por Joe Esposito, amigo pessoal e empresário de Elvis, mostravam o cantor contemplando suicídio: “Eu estou doente e cansado da minha vida, eu preciso descansar”, teria escrito ele.

Contra o suicídio, entre em contato com o Centro de Valorização da Vida. Basta ligar para o 141. O telefone é gratuito e atinge todo o território brasileiro. #viúva de Elvis