Milhares de pessoas acreditam que doenças infecciosas podem ser apenas um ‘resfriado’ e não se importam muito para os primeiros sintomas. Uma vida estressante e com uma rotina de viagens excessivas podem ter contribuído para a doença que a cantora Simaria anunciou recentemente ter. A famosa está com um tipo raro de tuberculose e precisará de um tratamento mais cuidadoso para tratar da doença. A enfermidade de Simaria preocupa os milhares de fãs da cantora sertaneja, que deverá passar por um tratamento rigoroso nos próximos meses para se curar da tuberculose ganglionar.

Doença da cantora sertaneja que faz dupla com Simone é contagiosa e pode ser mortal

Simaria até se afastou dos palcos por algum período para tratar de algo que ela já vinha sentindo desde 2017.

Mas foi somente em 2018 que Simaria descobriu que está com tuberculose ganglionar, um tipo raro da doença que atinge pessoas em todo o mundo. Diferente da tuberculose mais conhecida, a doença de Simaria age em todo o corpo e é conhecida como extrapulmonar, por atingir até os gânglios. Além desses pequenos órgãos que são indispensáveis na defesa de todo o organismo humano, a doença de Simaria pode trazer sérias consequências para o coração, a pleura e também o pulmão.

A transmissão da doença infecciosa que Simaria possui acontece através do contato com gotículas contaminadas pelo bacilo de Koch. O paciente infectado pode lançar elas no ar através da tosse, da fala e inclusive através do espirro. Simaria pode ter tido contato com a doença em um de seus shows que aconteceram em todo o Brasil em 2017.

OMS apresentou dados preocupantes sobre a tuberculose em todo o mundo

Os sintomas da tuberculose ganglionar podem ser confundidos com outros tipos de doenças e por isso seu diagnóstico precisa ser conferido com a ajuda médica. Quando o bacilo começa a agir no corpo o paciente apresenta sintomas como o suor, a tosse seca e contínua [VIDEO], além de febre, cansaço e falta de apetite.

Embora o vírus do HIV seja uma das doenças contagiosas mais preocupantes na sociedade atual, a tuberculose pode ser considerada uma vilã silenciosa. A doença foi a que mais matou em 2016, considerando àquelas que são consideradas patologias infecciosas causadas por agente único. A Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou que a doença é também a principal causadora de mortes em todo o mundo relacionadas a bactérias [VIDEO] que resistiram aos tratamentos médicos, levando o paciente ao óbito.