Os próximos capítulos da Novela “O Outro Lado do Paraíso”, da Rede Globo, estão prometendo muitas emoções e revelações. No capitulo que será exibido nesta segunda-feira (2), Beth irá descobrir que não poderá salvar a vida de Adriana e fará uma revelação para Clara sobre seu vício.

Diego recebe o apoio de Karina após revelar para ela que vai reatar seu namoro com Melissa. Desesperado, Juvenal vai pedir a ajuda para Cicero encontrar Desirée.

Publicidade
Publicidade

Renato, após saber que Clara decidiu fazer uma doação para Renan ajudar sua mãe na abertura da confecção, corre para contar a Fabiana e Orestes.

Clara é confrontada por advogado que vai entrar com uma liminar para tentar bloquear seus bens. Beth tem uma crise de abstinência e começa a agredir Clara e Patrick.

Cido e Samuel ficam sabendo que ambos traíram um ao outro com Irene e Suzy. Uma forte revelação é feita por Caetana a Mariano. Ela revela que foi Sophia quem matou Agenor.

Publicidade

Renato perde o emprego e será humilhado por Samuel

Após Samuel, personagem interpretado por Eriberto Leão descobrir que Renato (Rafael Cardoso), de forma irresponsável, deu alta para Beth (Gloria Pires), humilha e demite o médico. Samuel, que é diretor do hospital em que Beth estava internada, fica sabendo que a paciente foi liberada por Renato sem fazer todos os exames necessários para o recebimento da alta.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
O Outro Lado Do Paraíso

Durante a demissão, Samuel afirma para Renato que Beth corria de risco de vida e o pergunta se está errado ao afirmar isso. Ele diz que espera que Renato tenha feito uma boa avaliação sobre o estado de saúde de Beth. Em resposta a Samuel, Renato dirá que nem foi olhar como Beth estava e isso deixa o diretor perplexo com o descaso do médico em relação ao trabalho.

O diretor diz que o trabalho do médico tem regredido de nos últimos tempos, sugere que tire uma licença e que poderia faltar ao trabalho se quisesse.

Samuel revela que estava disposto a ajudar Renato a passar pela fase ruim que vivia. Porém, depois de dar alta para uma paciente de forma irresponsável, o único jeito de ajudá-lo era o demitindo.

Mas Renato não vai aceitar a demissão de forma passiva. Ele se exaltar e usar o argumento de que é o subdiretor do hospital. Em resposta, Samuel diz que é o diretor e pode demitir que bem quiser, desde que seja necessário.

Publicidade

Renato começa a fazer ameaças contra Samuel, dizendo que o diretor, que é homossexual, só estava lhe demitindo por não ceder as cantadas e que iria denunciá-lo por assédio.

O diretor rebate dizendo que nunca daria cantadas em um pessoa como ele, chamando de “verme”. Renato pergunta para Samuel se ele desse mole não o pegaria. O diretor desvia da pergunta e diz para Renato arrumar uma boa explicação sobre a alta de Beth.

Publicidade

Samuel pede para Renato sair da sala, do hospital e grita "rua" para o médico.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo