Apesar das polêmicas em que a jornalista Rachel Sheherazade andou se envolvendo, onde ora morria de amores pela família Bolsonaro e criticava o governo e agora vive em constante rixa com os políticos da direita radical e seus seguidores, a moça conseguiu ter seu contrato renovado pelo SBT.

A jornalista pediu para que a emissora lhe desse um espaço especial para ficar quando não estiver apresentando o telejornal e o SBT atendeu ao seu pedido. O problema é que o local em que Rachel Sheherazade ficará é exatamente um espaço que por muito tempo foi reservado para os funcionários se alimentarem, pois tinha micro-ondas e geladeira para a marmita dos colaboradores.

Segundo a jornalista Keila Jimenez, do portal de notícias R7, não demorou muito e os colaboradores do SBT que foram afetados pelo mimo conferido a jornalista começaram a reclamar. A assessoria de imprensa da emissora foi procurada e confirmou que a jornalista passou a ficar com o espaço que era de outros funcionários, admitiu que houve insatisfação dos colaboradores, mas que já estava providenciando um novo local para as refeições. Rachel não comentou o caso.

Segundo o site Observatório da Televisão, Rachel trabalha separada dos demais jornalistas, possuindo certo favoritismo ou estrelismo dentro da emissora [VIDEO]. Tal fato não se repete com nenhum outro grande nome do jornalismo do SBT, como Roberto Cabrini e Carlos Nascimento.

Rachel Sheherazade diz que apoiar Lula é muito pior que ser racista

Rachel já levou bronca pública de Silvio Santos por criticar políticos no telejornal da emissora, que precisa ser imparcial.

Recentemente, um suposto áudio de Chico Pinheiro, da Rede Globo, foi o ingrediente perfeito para Rachel usar o Twitter para opinar e voltar a defender William Waack por ter reclamado de um buzinaço desnecessário e dizer que tal conduta era típica de preto. Segundo ela, defender Lula é muito pior do que a acusação de racismo.

Rachel x Bolsonaro

Algo que ninguém se esquece no auge da polarização política no Brasil é a família Bolsonaro e Rachel Sheherazade trocando elogios em público. Foram fotos, entrevistas, defesas e muito amor escancarado em nome da pátria, segundo eles.

No final de 2017, alguma coisa aconteceu que transformou o amor em repúdio. Rachel chegou a discutir com um dos filhos de Bolsonaro pela internet e, claro, toda a família tomou as dores, além dos fãs dos políticos.

Rachel rebateu todas as ofensas online e reconheceu pontos antes jamais admitidos, alegou que nunca teve empatia política por Bolsonaro e afirmou [VIDEO] que ele é tão extremista e populista quanto Lula, o que se torna um perigo para a liberdade de expressão e democracia do país.