A Criminalidade no País está atingindo níveis alarmantes. Todos os dias, há relatos de pessoas que foram assassinadas brutalmente por criminosos. Para piorar, muitos desses Crimes acabam não sendo punidos pela Justiça. Na maioria das vezes, pessoas têm medo de testemunhar temendo sofrer represálias de bandidos.

O lutador de MMA Adriano Sylberth Santana Pereira, conhecido como Mamute, foi mais uma vítima na madrugada desta terça-feira (3). O lutador estava com sua esposa e seu filho quando teve sua casa invadida por criminosos armados.

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal Famosos

Mamute morava em Belém, no distrito de Outeiro. A polícia conta que o crime ocorreu por volta de 11h30. Ao atender, a porte ele se deparou com três bandidos encapuzados e armados.

Assim que viu que se tratava de bandidos, Mamute correu para dentro do quarto como forma de defender o filho e a esposa. Os criminosos então correram atrás dele. Já no quarto, Mamute foi encurralado pelos criminosos. Nesse momento, ele chegou a pedir calma para os criminosos, no entanto, não foi ouvido. Um deles deu um tiro no rosto do lutador, [VIDEO]que caiu no chão ainda com vida.

Em seguida, eles pediram os telefones do lutador e de sua esposa. Temendo ser assassinada, ela não esboçou nenhuma reação. Em seguida, eles ameaçaram abandonar o local. Porém, perceberam que o lutador ainda estava vivo. Um deles voltou para dentro da casa e deu vários golpes de faca no tórax do lutador. Ele não resistiu e morreu no local. A mulher e o filho não sofreram nenhum tipo de violência física.

A polícia diz que não há vestígios que Mamute estava recebendo algum tipo de ameaça.

Vale lembrar que além de lutador, ele era eletricista naval. Até o momento, a polícia não tem qualquer suspeita sobre os autores do crime. [VIDEO]

Os fãs do lutador se diziam em choque ao saberem da notícia. Muitos pediram justiça para o caso. “Não tem justificativa para um crime tão bárbaro pois mataram um pai de família com requintes de crueldade na frente do filho de 9 anos e de sua esposa”, “E bem possível que ao serem presos estes criminosos,que assassinaram este lutador; Os tais direitos humanos digam que eles são vítimas da sociedade. Absurdo! Meus pêsames para a família. Até quando o Brasil, irá tratar criminosos com leis benevolentes que os tratam como vítimas, mais que na verdade a verdadeira vítima e a sociedade que sustenta esta casta dos três poderes e nada recebem em troca”, disseram os internautas.