A novela O Outro Lado do Paraíso é sem dúvida alguma um enorme sucesso e certamente vai entrar para a história da teledramaturgia da TV brasileira. Um folhetim recheado de assuntos polêmicos, como, por exemplo, pedofilia, corrupção, assassinatos, vinganças, roubos, violência contra mulheres, violência doméstica, racismo, homofobia, entre outros, fez com que a audiência da novela crescesse e se tornasse um fenômeno.

A trama entrou na reta final, [VIDEO]e o destino dos personagens estão sendo definidos. Clara (Bianca Bin) está quase concluindo seu plano de vingança e tudo indica que ela vai conseguir colocar Sophia (Marieta Severo) atrás das grades com a ajuda de Gael (Sérgio Guizé), Bruno (Caio Paduan) e Patrick (Thiago Fragoso), que irão armar uma emboscada e finalmente a megera será desmascarada.

Elogios a parte, depois de tantos assuntos polêmicos e levantar as bandeiras contra casos como a pedofilia, a novela pecou de maneira inadmissível ao mostrar o assédio de um ginecologista a sua paciente.

Assédio sexual é crime

O núcleo cômico da novela mostra o relacionamento de Samuel (Eriberto Leão) e Suzy (Ellen Roche), que estão tentando reatar o casamento depois do nascimento da filha do casal. Samuel por sua vez vem tentando não ter uma recaída e voltar correndo para os braços de Cido (Rafael Zulu), seu grande amor.

A verdade é que a família de Samuel vive uma grande ilusão. A mãe do médico aposta na cura gay e sonha com o filho longe de outros homens. Suzy por sua vez já notou que seu tigrão na verdade continuará sendo uma tigrete, e por isso inconscientemente também vai tentar se arranjar.

Porém, a forma que o autor encontrou para mostrar uma nova etapa da vida de Suzy foi no mínimo asqueroso. Embora a ideia fosse levar humor com a paixão do ginecologista Elder (Carlos Bonow) pela sua paciente. Ao voltar para o hospital [VIDEO], a enfermeira foi intimada pelo médico para uma consulta. As cenas que foram ao ar nesta segunda-feira (16) mostraram o momento em que Suzy se deita na maca para o exame. Nesse instante, o ginecologista dá em cima da paciente, beija os pés da mesma e parte para dar um verdadeiro amasso na esposa de seu colega.

Poderia até ser cômico, caso não fosse bastante constrangedor e trágico. Em tempos de Dr. Abdelmassih, um ginecologista especializado em fertilização humana que é acusado de mais 37 estupros em seu consultório enquanto suas pacientes vulneráveis buscavam a realização do sonho de serem mães.

#Assédio sexual é crime, a cena foi lastimável e extremamente desnecessária. #Rede Globo de Televisão #Televisão