Tiago Leifert revelou, durante a final do Big Brother Brasil 18ª edição que a Organização das Nações Unidas, a ONU, iria ajudar o sírio a tirar a família do sírio Kaysar de seu país. Os pais de Kaysar moram em Aleppo, região próxima à capital Damasco e um dos principais alvos da guerra do país, pois era uma das principais localidades de resistência ao governo do ditador Bashar Al Assad. Para quem não sabe, o país vivenciou a tentativa de um golpe ao governo, mas o ditador conseguiu reverter o cenário e após retomar o poder começou a bombardear e atacar regiões de resistência civil ao seu governo. O país vive muitos anos em regime de guerra e recentemente foi atacado por uma coalizão entre França, Estados Unidos e Inglaterra.

Por conta do clima animoso que vive o país, Kaysar revelou que queria o prêmio para tirar sua família do país árabe e tê-los mais perto. O prêmio maior não veio, mas com as premiações ganhas durante o programa, somando-se dois carros no valor de R$ 70 mil, mais o prêmio da segunda colocação, R$ 150 mil, ele já teria recursos para trazê-los para o Brasil. Só que não depende apenas da vontade dos sírios para sair do país. O ditador também só libera sair da Síria em algumas condições.

Para suplantar a barreira legal para a saída do país, Tiago Leifert fez a revelação sobre a possível ajuda da ONU, mas uma notícia divulgada nesta sexta-feira, deu conta que a história não é assim.

Com a repercussão da notícia, Leifert mudou, entretanto, o tom do diálogo em entrevista nesta sexta-feira, 20, ao Vídeo Show e disse que “a ONU não vai entrar lá [na Síria] falando ‘cadê a família do Kaysar?’, não é isso.

Ela é uma organização humanitária que consegue responder as perguntas que ele tem”, declarou.

ONU nega contato da Globo por família de Kaysar

O órgão das Nações Unidas, responsável por refugiados, chama-se Acnur, ou Alto Comissariado das Nações Unidas Para os Refugiados. Conforme o jornal Estado de S. Paulo, o Acnur em nenhum momento recebeu contado da Globo para auxiliar a família de Kaysar a deixar o país em guerra há sete anos. De toda forma o órgão disse que a situação familiar dos pais do ex-BBB18 é muito mais complexa do que parece.

Por conta das críticas públicas sobre a suposta 'mentira' de Leifert, o apresentador falou ao Vídeo Show na sexta-feira e mudou o tom da afirmação. Segundo ele a ONU não vai simplesmente na Síria pegar os pais de Kaysar e passar por cima das leis do país. A ajuda a qual ele se referia seria apenas para esclarecer dúvidas sobre o que é possível ser feito para resgatar os pais do país em guerra.

Mais notícias sobre o BBB18

BBB18: Gleici ganhou R$ 1 milhão a menos que Dourado e é a 3ª 'menos valorizada' [VIDEO]

BBB18: Gleici quebra internet ao revelar futuro da amizade com Ana Clara