Em 2016, a morte do ator Domingos Montagner mexeu com todo o Brasil. [VIDEO]O profissional da dramaturgia ficou conhecido por ter feito o personagem Santo, na novela das nove 'Velho Chico', da Rede Globo de Televisão. A morte de Domingos Montagner mexe até hoje com os fãs do artista. Muitos tentam entender o que ocorreu. Domingos acabou tomando um banho no Rio São Francisco, durante um intervalo da gravação da então novela das nove. Ele estava com a atriz Camila Pitanga, quando algo o puxou para debaixo do Rio São Francisco. [VIDEO]

Não teve jeito e o artista, que estava no auge do seu sucesso, acabou falecendo. Domingos era muito querido e sua morte acabou causando comoção nacional.

O ator era casado com a produtora teatral Luciana Lima e tinha dois filhos. Quase dois anos após o falecimento do profissional da dramaturgia, a viúva de Montagner decidiu quebrar o silêncio e o assunto tomou conta da mídia.

Domingos Montagner faleceu afogado e agora sua viúva fala sobre morte

Certamente, perder alguém não é fácil. Luciana Lima já havia falado que teve muito apoio para passar por esse calvário. Ela e a atriz Camila Pitanga, por exemplo, tornaram-se muito próximas. Nem mesmo os boatos de que Camila seria amante do ator romperam essa amizade. Pelo contrário, elas ficaram ainda mais unidas. Agora Luciana Lima decidiu fazer uma bela homenagem ao pai de seus filhos. Ela conseguiu vencer a dor de falar sobre a morte do marido para falar para um documentário sobre a vida e obra do artista.

Domingos Montagner será tema de documentário que tem o apoio de sua mulher

De acordo com informações do portal de notícias TV Foco, em matéria publicada nesta quarta-feira (11), o depoimento dado vai para o filme “Pagliacci”, que tem previsão de estreia para o dia 26 de abril, e trará imagens de Domingos, além de outras mensagem de colegas de trabalho sobre o ofício da palhaçaria. A obra promete emocionar muita gente que gostava do trabalho do ator, que ficou conhecido na televisão já sendo um cinquentenário. Luciana lembrou que fazer o filme era uma ideia de Montagner e colocar para frente o documentário seria uma grande homenagem para o homem que ela tanto amou.

Luciana Lima lembra que o marido muitas vezes tinha dúvida em como prosseguir um projeto, mas que, no geral, ele seguia na intuição. Lima faz dos projetos de trabalho uma forma de esquecer a dor, que, é claro, foi muito grande ao perder um homem que com ela fez muitos projetos importantes.