Em uma recente entrevista para a revista Marie Claire, a famosa atriz Maria Luísa Mendonça revelou muitos acontecimentos surpreendentes de sua adolescência. A Karen Athaíde, personagem da nova novela das nove da Rede Globo de Televisão, chamada Segundo Sol, disse que ainda quando era menor de idade fez um aborto.

Maria Luísa explicou tinha 17 anos e que ficou com muito medo. Se lembra como se fosse ontem a grana que precisou pagar para uma das melhores clínicas da “Zona Sul”, dando a entender que se trata do Rio de Janeiro. A atriz disse que pegou todas as suas economias juntadas de suas mesadas até o momento e que o namorado na época teria completado o valor que faltava.

O rapaz tinha a mesma idade de Maria naquela ocasião. Segundo a famosa, todas as mulheres deveriam ter o direito de escolher e de ter toda a assistência do mundo para realizar um aborto. Clínicas clandestinas é o que não faltam por aí e existem ainda mais mulheres que, por falta dessa assistência, tentam o abordo por conta própria e dos mais variados métodos possíveis, colocando um cabide dentro de seus corpos, por exemplo, disse a atriz.

Luísa considera essa falta de assistência como um verdadeiro “horror”, mas, para o aborto [VIDEO], uma longa conversa com o parceiro deve ser feita, ambos devem chegar a um senso comum para tomar a decisão. A atriz aproveitou a entrevista para falar de um aborto espontâneo que sofreu, lembrou a vez que engravidou e já estava de um mês. O bebê tinha uma má-formação e o próprio corpo expeliu o feto.

A atriz ainda revelou que, quando começou a carreira, sofreu assédio de um diretor de televisão, mas que não o denunciou. Ela contou que o homem teria a tentado beijar. Como ainda era muito nova e inocente, não saiba como se defender e só dizia que o diretor era 30 anos mais velho do que ela.

Para amenizar a situação, Maria Luísa explicou que nada aconteceu, apenas a tentativa, que, mesmo errada, não teria resultado em nada. Naquela época a definição de assédio ainda era muito vaga e o diretor só tentou uma vez, surpreendendo-a. Sem sucesso, ele desistiu de suas intenções.

Vale lembrar que, pela legislação brasileira, realizar aborto é crime. Tal ato é permitido apenas em alguns casos especiais e com autorização da justiça.

Burburinho nas redes sociais

Muitas pessoas comentaram o assunto nas redes sociais e compreenderam a situação de Maria Luísa Mendonça. Por outro lado, outros internautas condenaram tal atitude e fizeram campanha contra a legalização do aborto, alegando que nenhum ser humano deve ter o poder de decidir sobre a vida e a morte de um bebê que ainda está em formação.