O ex-cantor Gospel Lucas Fernandes, que recentemente adotou o novo nome artístico Lucas Miziony, voltou a causar polêmica. O cantor, que provocou grande bafafá por se vestir de drag queen ao lançar a música "Mexe o Bum, Bum" em novembro passado, agora virou manchete ao anunciar o clipe de seu novo single, "Tá que tá". No clipe, o artista surge vestido de freira. O cantor fez a divulgação em suas redes sociais na quarta-feira (16).

Lucas Miziony não revelou o dia em que o clipe será lançado, mas deixou muitos de seus fãs ansiosos. Em contrapartida, alguns internautas criticaram duramente a associação entre profano e religioso, por parte do cantor.

Veja a postagem de Lucas Miziony em seu perfil no Facebook, avisando a seus seguidores sobre o novo clipe:

Nos comentários da postagem, internautas criticaram o cantor como mensagens como "Volta pra Cristo amigo , ele está com saudade!", "No céu não vai entrar pecado. Ainda há tempo de se arrepender e voltar pra Jesus", "Se arrependa não escandalize o evangelho. Deus não se deixa escarnecer, o que o homem planta ele colhe. Isso é decadência espiritual".

Lucas Fernandes agora é Lucas Miziony

Lucas teve uma carreira até bem sucedida na música gospel, chegando a ganhar prêmios. Em entrevista concedida ao Portal T5, ele contou como foi a transição na carreira, do gospel para o estilo pop secular, inspirado em Pabllo Vittar

Lucas Fernandes virou Lucas Miziony após assumir que não se sentia bem no ambiente gospel.

"Passei muitos anos cantando, porém, sofrendo por não ser quem eu era de verdade", revelou.

Frequentador assíduo da igreja desde criança por influência da família, Lucas já cantou em importantes eventos cristãos, como a Marcha para Jesus. Seu primeiro álbum intitulado "Senhor absoluto", foi lançado em 2009, quando o cantor tinha apenas 15 anos de idade. Em 2013, aos 19 anos, Lucas lançou "Ponteiro de Deus", que tornou o jovem bastante conhecido no meio gospel.

Lucas decidiu não frequentar mais a igreja no final de 2016 e deu início a um novo momento da sua carreira, que condizente com seus verdadeiros pensamentos. Ele disse na entrevista ao Portal T5 que começou a compor músicas com inspiração em sua vivência e seu desejo era mostrar que crê em Deus e acredita que Ele ama e não diferencia heterossexuais de homossexuais.

Outras notícias que talvez você goste de ler:

Universitárias saem no tapa na faculdade por causa de trabalho em grupo [VIDEO]

Rita Ora assume bissexualidade e lança hit: 'Às vezes só quero beijar garotas' [VIDEO]

Garota mórmon relata detalhes das torturas durante terapia de 'cura gay [VIDEO]