O ex-jogador Juninho Pernambucano não faz mais parte do quadro de funcionários do Grupo Globo. A informação foi confirmada pela assessoria da emissora nesta segunda-feira, e o pedido de desligamento partiu do próprio Juninho, que ficou sem clima para continuar depois da polêmica que se envolveu ao criticar Jornalistas, ao vivo, durante exibição do programa Seleção SporTV, do canal a cabo SporTV, no dia 27 de abril.

"Juninho se afasta de suas funções como comentarista da Globo e do SporTV para lidar com assuntos pessoais.

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal Famosos

A emissora agradece a Juninho Pernambucano suas importantes contribuições nos comentários de eventos de esportes que acompanhou durante esse período", diz comunicado oficial da Globo [VIDEO].

Com opiniões fortes e mantendo sempre o tom de sinceridade, Juninho causou muita polêmica durante o Seleção SporTV ao disparar contra os jornalistas que acompanham a rotina diária dos times de futebol, que também são chamados de setoristas. A situação causou um grande desconforto ao vivo e a própria direção do SporTV precisou escrever um comunicado como resposta, que foi lido pelo apresentador André Rizek pouco tempo depois que Juninho terminou sua polêmica fala.

As falas

"Os setoristas são muito piores hoje em dia do que eram na minha época. Eu sei que não ganham muito bem, mas eu se estou nessa função vou tentar fazer bem para crescer e subir de nível. Entre as pessoas que andam cobrindo o futebol, há uma grande prostituição. Está ficando muito perigoso", disse o ex-atleta, na ocasião.

“Eu também já vivenciei casos assim, como um jogador que não tem formação, mas faz seu trabalho com profissionalismo e ganha digamos 100 mil reais. Aí tem esse cara que ralou, estudou, batalhou e está ganhando três ou quatro mil. Pode ser que isso incomode”, acrescentou.

Dentre as emissoras de TV fechada no Brasil, o SporTV é aquela que tem a maior equipe e tem setoristas espalhados por praticamente todos os estados do país. Muito por isso, a reação da emissora foi praticamente imediata ao posicionamento de Juninho. E o apresentador André Rizek, do seu celular, leu ao vivo o contraponto do canal.

"A emissora não compactua com a visão de Juninho, muito menos com a generalização. Todas as categorias possuem os bons e os maus profissionais. O SporTV tem junto ao Grupo Globo cerca de 30 setoristas e a eles vai toda a nossa consideração e respeito, já que muitas vezes são eles que sofrem com a irritação dos torcedores", avaliou o canal.

Na "tréplica", Juninho disse que mantinha a sua opinião e revelou que, no seu tempo de jogador, foi "perseguido" por setoristas e que até levou um deles à Justiça.

Na sequência desse episódio, a Associação dos Cronistas Esportivos do Rio de Janeiro se juntou à posição da direção do SporTV e emitiu nota criticando a posição de Juninho, inclusive pedindo para que ele citasse nomes caso tivesse provas para apontar contra os setoristas de clubes de futebol.

Juninho Pernambucano exercia a função de comentarista do Grupo Globo [VIDEO] desde abril de 2014. No mesmo ano, fez parte como comentarista da cobertura da Copa do Mundo no Brasil. Ele faria normalmente a cobertura da Copa da Rússia nesse ano, mas agora será substituído pelo ex-jogador Roger Flores, apresentador do SporTV.

Como jogador profissional, Juninho surgiu no Sport Recife, mas ainda novo foi jogar no Vasco da Gama, onde teve projeção no cenário nacional e internacional. No exterior, fez parte do elenco vitorioso do Lyon, da França. Ele encerrou a carreira no Vasco, em 2013. Pela seleção brasileira, integrou a delegação que disputou a Copa do Mundo de 2006, na Alemanha, vencida pela Itália.