Considerado por uma verdadeira legião de brasileiros como um dos religiosos mais queridos e influentes destes últimos tempos, padre Fábio de Melo [VIDEO], de 47 anos de idade, arrasta uma legião de fãs e fiéis por onde passa.

Tido como um padre moderno e totalmente acessível, Fábio, que é adepto das redes sociais, conta com quase nove milhões de seguidores em seu perfil oficial no Instagram e constantemente compartilha seus momentos com os internautas que o acompanham na web.

Muito ativo nos meios de comunicação, o sacerdote da igreja católica frequentemente é convidado a participar de programas de televisão e rádio, bem como fóruns e palestras em todo o Brasil [VIDEO].

Acostumado com a vida pública, o padre é figura constante em debates a respeito dos mais diferentes assuntos.

Convidado a participar do programa da RedeTV!, 'Mariana Godoy Entrevista', que foi ao ar nesta última sexta-feira (27), o religioso exalou emoção ao falar sobre seu diagnóstico de síndrome do pânico e expressar o desejo de reencontrar sua irmã mais velha, Cida, que tirou a própria vida em setembro de 2016, aos 59 anos de idade.

Padre Fábio fala abertamente sobre doença psicológica que o acomete

Em agosto do último ano, o padre surpreendeu a todos que o acompanham ao revelar publicamente sofrer de síndrome do pânico. Utilizando seu perfil nas redes sociais para abordar o assunto, ele revelou detalhes de como é sofrer de medo e ansiedade e chegou a declarar ter ficado cerca de 20 dias trancado em casa apenas chorando e se escondendo do mundo.

Durante sua participação no programa de entrevistas da jornalista Mariana Godoy, o sacerdote católico voltou a falar sobre a doença psicológica, bem como sobre os efeitos que a mesma causa em suas vítimas. De acordo com o religioso, por diversas vezes ele pensou até em morrer, vendo na morte uma espécie de "solução" para o problema que parecia não ter fim.

Em tratamento psiquiátrico e se submetendo a sessões de análise, Fábio de Melo revelou já estar bem melhor porém ainda não se sente curado.

Ainda durante seu bate-papo com Godoy, o padre falou sobre a morte da irmã Cida, que cometeu suicídio [VIDEO]em setembro de 2016, dias após completar 59 anos de idade.

Visivelmente emocionado ao abordar o assunto, Melo crê em um reencontro com Cida e aproveitou o momento para fazer uma análise de como tudo o que aconteceu no seio familiar, interferiu diretamente em sua vida: "Minha esperança cristã me coloca na perspectiva de um reencontro. É impressionante como a tenho dentro de mim de uma forma extremamente intensa. As escolhas dela me fazem pensar nas minhas, assim como a forma cruel como a que ela morreu me faz pensar na minha vida."