Daniel Garcia, que atualmente pode ser visto na tela da Record TV como o quase insuportável Ruizinho, de Bicho do Mato, abandonou a igreja e a vida cristã e se transformou em drag queen, fazendo shows musicais e sonhando ter a metade do sucesso de Pabllo Vittar.

O rapaz hoje usa o nome de Gloria Groove e faz shows no circuito LGBT. Bem diferente do jovem visto em Bicho do Mato, Rafael/Gloria se afastou da teledramaturgia para se dedicar integralmente à música. Atualmente ele tem a primeira chance de fazer sucesso como drag queen a nível nacional, pois a produção de Malhação - Vidas Brasileiras incluiu uma de suas canções na trilha sonora do folhetim adolescente.

A canção tocou na trama pela primeira vez na novela da Globo [VIDEO] dia 26 de abril e é destinada ao personagem que durante o dia é um rapaz normal como todos os outros colegas do colégio, mas à noite se veste de mulher para ganhar dinheiro. Leandro não interpreta um homossexual, mas um adolescente que se vê desesperado para ajudar a família financeiramente e então decide se vestir de mulher para tentar ganhar o prêmio de um concurso de drag queens.

Gloria Groove comemora música em Malhação

Assim que soube que sua música tocou para o personagem enquanto travestido de drag queen, Gloria comemorou e se sentiu feliz, pois considera Malhação um projeto grande, logo, é uma oportunidade para dar voos mais altos. Gloria acredita que a inserção de músicas feitas ou interpretadas por homossexuais ajuda crianças e adolescentes a crescerem mais confiantes e fazerem coisas melhores no futuro.

Gloria também confessa que sente falta de atuar. Nunca mais conseguiu um papel na TV desde que terminou de gravar Bicho do Mato. Nos últimos anos, conseguiu manter seu sonho de cantar como drag queen graças aos trabalhos como dublador de séries e animações. Ao UOL declarou que sonha em retornar para dramaturgia, não fazendo diferença se vai interpretar um homem ou uma mulher, pois sente falta do clima de gravação.

Personagem drag queen de Malhação sofre rejeição

O sonho de ganhar um dinheiro fácil se vestindo de mulher acabou se transformando em um pesadelo para Leandro. Alguém o filmou caracterizado como mulher e divulgou o vídeo nas redes sociais. Logo os colegas do colégio começaram a zoar o adolescente por achar que ele era drag queen de verdade ou gay, bem como o vídeo chegou até o pai do garoto, que não entende seus motivos e fica revoltado com a possibilidade de passar vergonha [VIDEO] tendo um filho drag queen.